Projeto para obra definitiva no Aeroporto Regional deve ser finalizado em dois meses

Se aprovado ainda esse ano, será disponibilizado o recurso para início da construção de uma nova pista

Divulgação


Informação foi divulgada na Setop, em reunião com o ministro da Infraestrutura e o deputado federal Hercílio Coelho Diniz

Em audiência realizada no Ministério da Infraestrutura, em Brasília, o deputado federal Hercílio Coelho Diniz (MDB) cobrou a realização da obra definitiva do Aeroporto Regional do Vale do Aço, anunciada em fevereiro pelo ministro Tarcísio Freitas.

O encontro realizado na terça-feira (8) contou ainda com a participação de representantes da Secretaria de Estado e Transportes e Obras (Setop), que informaram, conforme o parlamentar, que o projeto das obras definitivas para o aeroporto deverá ser concluído em dois meses.

Segundo Hercílio, a audiência foi solicitada em virtude do atraso da obra e das ameaças de uma nova paralisação das operações de voos no aeroporto localizado em Santana do Paraíso.

Após os serviços emergenciais de recuperação da pista serem concluídos pela Secretaria de Estado de Transportes e Obras, em abril, e os voos retomados na região, a pista apresentou novos riscos e as operações podem ser mais uma vez suspendidas.

Recursos

Orçada em R$ 12,2 milhões, com recursos oriundos do Fundo Nacional de Aviação Civil (FNAC), a obra definitiva ainda não tem uma previsão exata. Isso porque a pasta está em tratativas juntos ao Governo Federal, e o projeto técnico de uma nova pista precisa ser reestruturado e aprovado, para assinatura do Termo de Compromisso. Só assim, o recurso será disponibilizado para a nova reforma.

“A situação do aeroporto nos preocupa muito. Precisamos nos unir, agilizar e tirar essa obra do papel. Em fevereiro, estivemos aqui e buscamos uma solução emergencial, trabalhamos por essa demanda e não vamos parar até que ela seja totalmente atendida”, declarou Hercílio Coelho Diniz.

Durante o encontro, representantes da Setop informaram que o projeto deverá ser concluído em no máximo dois meses. Se aprovado ainda esse ano, será disponibilizado o recurso para início da construção de uma nova pista.

Mais notícias

Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Antonio 14 de Outubro, 2019 | 08:02
Reformar aeroporto para passageiros e usuários contornarem um trevo de acesso mal estruturado e sinalizado, e ainda transporem uma linha férrea com riscos à integridade física e atraso para embarque.
Marcos Guimarães 14 de Outubro, 2019 | 07:24
Não somente uma nova pista, mas a Construção do Aeroporto deveria sair do papel. Quando trabalhei ali, pude conversar com representantes do BNDS, e a obra estava orçada em 164 milhões de reais, dinheiro este que em 2014 já estava disponibilizado, o projeto, inclusive, se encontra na internet, onde foi parar?
Seria excelente para a região e fomentaria o desenvolvimento da RMVA, trazendo novos postos de trabalho e outras Cias Aéreas além da atual dominante.
Pedimos aos Prefeitos que fechem o cerco em torno de nossos Deputados, agora é hora do tudo ou tudo!
Zoio de Zoiar 12 de Outubro, 2019 | 09:20
Se for para fazer igual fizeram anteriormente é melhor nem fazer. Gastaram um rio de dinheiro e não resolveram nada. Dinheiro público não é capim.
Isaías 12 de Outubro, 2019 | 09:15
Estamos muito mal representados por nossos deputados. Deveriam cobrar essa obra, com mais frequência e firmeza. É um valor baixo se comparar o que a região produz e paga em impostos. Chega de migalhas para o vale do aço. Precisamos de políticos mais atuantes em prol da nossa região. Mg 760, duplicação da BR 458 etc, precisa ser cobrado.
Barrabas 12 de Outubro, 2019 | 07:51
E muita dificuldades quando uma obra depende de governo leva anos e mais anos so ai quando alguns orgaos do governo e politicos recebe propina.

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO