Casal morre em trágico acidente na BR-040

Três veículos seguiam no mesmo sentido no momento do acidente; carro de passeio foi prensado entre duas carretas


Três veícCarro de passeio foi prensado entre duas carretas, uma delas pegou fogo, o incêndio alastrou-se e casal dentro do carro morreu
Atualizada às 17:05
Um trágico acidente matou um casal de Sete Lagoas (MG), na manhã desta sexta-feira (11), no KM 411 da BR-040, trecho sob responsabilidade da Via 40, em Curvelo (MG). Três veículos seguiam no mesmo sentido no momento do acidente. À frente ia uma carreta puxada por um caminhão, o carro de passeio vinha logo atrás e logo em seguida outro caminhão. Todos estavam na pista sentido a Belo Horizonte.

Os indícios no local do acidente apontam que, por motivos ainda desconhecidos, quando passava pelo Km 412, o carro foi atingido na traseira pelo terceiro caminhão da fila e foi prensado contra a carroceria à frente.

Com o impacto da batida, o cavalo mecânico que estava atrás, puxando uma carreta, pegou fogo e as chamas atingiram a cabine e o carro ocupado pelo casal, inicialmente identificado como Cláudio Chaves e Patrícia, ambos moradores de Sete Lagoas.

“Ouvimos gritos das vítimas que estavam no veículo que ficou preso entre as ferragens. Infelizmente não foi possível retirá-los”, contou uma testemunha que chegou ao local logo após o engavetamento.

A testemunha ainda conta que o caminhão trator à frente foi desengatado da carroceria para que as chamas não atingissem o veículo.

O fogo também se alastrou pela canaleta à margem da rodovia por onde tinha escoado combustíveis. Quando bombeiros chegaram ao local, o fogo já havia consumido tudo.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

MAIS FOTOS

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO