Saída para a indústria brasileira é se aproveitar da guerra comercial entre os EUA e China

Carlo Barbieri *

"A produção das fábricas nacionais caiu nos últimos cinco anos e o Brasil pode deixar a lista de dez maiores indústrias do mundo"

A produção das fábricas brasileiras caiu 15% desde 2014 e o país pode deixar seu posto no top 10 de indústrias do mundo devido a esse resultado, segundo levantamento da BlueLine Asset Management. O economista e analista político Carlo Barbieri, que atua há mais de 30 anos nos EUA, avalia que uma das formas de o Brasil se reerguer nesse segmento é se aproveitar da guerra comercial entre os EUA e a China, travada há mais de um ano.

O governo Trump criou um cenário de sobretaxação de bilhões de dólares sobre produtos chineses e, consequentemente, abriu uma possibilidade única para a indústria brasileira, que parece estar em um sono profundo diante deste contexto.

O governo americano está praticamente implorando aos importadores de seu país que busquem alternativas aos produtos chineses e, seguramente, o Brasil seria o parceiro comercial preferido, inclusive pela proximidade geográfica e pela nova relação comercial que se estabelece entre os dois países.

A Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex) e o Setor Econômico e de Promoção Comercial (Secom) do consulado-geral do Brasil em Miami precisam se atentar a isso a analisar as janelas de oportunidade. "Há que se ter um rápido e profundo estudo de inteligência de mercado para sabermos que setores podem ser beneficiados com esta situação ímpar e guiar uma imediata ação dos setores industriais brasileiros. É preciso ações integradas que garantam à indústria brasileira a dianteira de vantagens nesta guerra", complementa.

* Analista político e economista. Com mais de 30 anos de experiência nos Estados Unidos, é Presidente do Grupo Oxford, a maior empresa de consultoria brasileira nos EUA

Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Seculo Xvi 10 de Outubro, 2019 | 12:48
este consultor sabe o caminho das indias, vamos chegar la.

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO