Comunidades quilombolas e indígenas recebem Programa de Eficiência Energética

Para a execução do projeto e atendimento às comunidades, a Cemig prevê investimento superior a R$ 5 milhões

Divulgação


''Caminhão da Energia'', a unidade móvel da Cemig, vai orientar comunidades de Açucena e Belo Oriente

O Programa de Eficiência Energética deu início à ação de levar orientações sobre o uso correto e sustentável da energia elétrica às comunidades quilombolas e aldeias indígenas do estado. Segundo a concessionária do serviço, Cemig, no Vale do Aço, receberão o projeto as comunidades de Esperança, em Belo Oriente, e as comunidades dos córregos Alto, do Mato, do Monjolo, e fazendas Itaipava e Esperança, todas localizadas no município de Açucena e reconhecidas como remanescentes de quilombo.

Ao todo, o projeto “Cemig no Campo” vai promover a modernização de equipamentos como lâmpadas, chuveiros e geladeiras em 200 comunidades do estado, beneficiando diretamente 17 mil famílias.

A orientação será realizada pela equipe do Caminhão da Energia, uma unidade móvel com ambiente adaptado e equipado para ser uma sala de aula. Para a execução do projeto e atendimento às comunidades, a Cemig prevê investimento superior a R$ 5 milhões.

Ao longo do projeto, serão substituídas lâmpadas ineficientes por lâmpadas LED, e instalados novos chuveiros e geladeiras, informou a Cemig. Além disso, haverá palestras que abordam as temáticas de eficiência energética, produção e agricultura familiar e saneamento no ambiente rural. A ação terá ainda a exibição de maquetes que retratam o consumo de energia em uma residência.

Segundo o gerente de Eficiência Energética da Cemig, Ronaldo Lucas Queiroz, a inciativa chega com o propósito de expandir as ações já realizadas pela companhia. “Levar eficiência energética a comunidades que têm uma ligação forte com o meio ambiente é um desafio e, ao mesmo tempo, uma oportunidade de transmitir tecnologias que contribuem para a qualidade de vida dessas pessoas”, afirma Queiroz.

Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO