Verão palaciano e a moda dos vestidões

Wagner Penna e as novidades do mundo da fashion

Divulgação


O desfile da SClub na Casa Cor
VERÃO PALACIANO
A dupla moda & decoração sempre funcionou muito bem. E mais uma vez isso ficou demonstrado no desfile da marca SClub, uma grife ligada ao grupo Skazi, realizado no espaço da Casa Cor, mostra de decoração que acontece em Beagá. E não é qualquer espaço.

Nesta edição, a mostra é realizada nas dependências do Palácio das Mangabeiras, antiga residência de verão do governador de Minas Gerais, um projeto de Oscar Niemeyer construído quando JK governava o estado e plantado na cadeia de montanhas que define o ‘skyline’ da capital mineira, a Serra do Curral.

O desfile foi realizado à beira da piscina, numa paisagem de tirar o fôlego, com a exuberante flora tropical do entorno e a moldura da montanha ondulada ao fundo.

A proposta da marca também entrou no clima tropical chique, com modelos coloridos, decotes estratégicos, amplidão confortável, mix de tecidos & transparências, enfim, tudo que um verão dos trópicos pede em termos de despojamento, beleza e colorido. Foi uma tarde fashion que vai marcar para sempre aquela paisagem palaciana.

////

Imago Design/Divulgação


Os longos da grife Regina Salomão
VESTIDÕES
O inverno acabou, entramos na primavera e o verão já se anuncia, com dias cada vez mais quentes. Paradoxalmente, as ruas começam a ganhar peças cada vez mais longas, com vestidões até os pés, mangas e fechamentos que o frio sugeriu e o verão acatou.

Nos acontecimentos sociais, indo de jantares a almoços, passando por reuniões ao ar livre, o vaivém de saias longas, babados em profusão e tudo que consome muito tecido vai dando um toque novo e surpreendente à moda atual.

Para algumas, isso significa conforto e descontração. Para outras, uma imposição de modismo que os balneários europeus ‘exportaram’ para cá. O certo é que, como tudo na moda, a amplidão vai pegando e fazendo a festa das tecelagens e marcas, pois é uma peça com preço maior valor agregado. Para nós, essa ‘tendência’ mostra como a moda é flexível e democrática.

VAIVÉM
* A Minas Trend terá boas novidades na edição de 22 a 25 de outubro, no Expominas, em Beagá. É que o evento expandirá sua área com lançamentos também em tecidos, algo que começou, aos poucos, na edição passada. Algumas fábricas de peso do setor já confirmaram seus estandes. ***

* O circuito mundial da moda comemorou os 70 anos da modelo Twiggy, que nos anos 1960 mudou radicalmente o conceito de beleza. Magrela, cara de rapazinho e olhos ressaltados por make up escura e cílios longos, ela ficou para sempre no imaginário dos fashionistas. Com ela, a minissaia de Mary Quant ganhou o mundo. Atualmente, a venerável senhora inglesa atua como ‘embaixatriz’ de uma rede de lojas de roupas do seu país. ***

* A semana de moda de Londres foi realizada em plena crise do ‘Brexit’, que, se efetivado, provocará um grande prejuízo para um setor que, inclusive, marcou o inicio da industrialização mundo afora. A definição será no dia 31 de outubro, e de acordo com a turma fashion, deverá ser o pior Dia das Bruxas na história da ilha. ***

* O êxodo de empresas mineiras no setor de moda continua firme e forte, infelizmente. Como estamos cercados por estados que cobram das empresas taxas menores do que Minas Gerais, as marcas estão ‘pulando a fronteira’ e se expandindo por lá. Os dois destinos mais beneficiados com isso são Espirito Santo e Goiás, nessa ordem. Sem comentários.

* A agenda da Minas Trend no Expominas (BH), entre 22 e 25 de outubro, com o inverno 2020, está bacanérrima. Para começar, o estilista Paulo Martinez voltou ao assunto e vai coordenar os desfiles do evento. Além disso, tem o Congresso Internacional da ABIT anexo à feira de moda. E para terminar, vai oferecer palestras ótimas, como a que abordará o tema ‘Moda com Propósito’, no dia 23. ***

* A São Paulo Fashion Week terá grandes novidades na próxima edição. O evento voltará ao pavilhão da Bienal, no parque do Ibirapuera, local bem melhor e adequado à dimensão do assunto. A turma aplaudiu o retorno. ***

* A expansão da base da pirâmide social está favorecendo quem trabalha com moda mais acessível. Assim, as grandes redes de varejo fashion faturam melhor, passam a valer mais. Os caixas de Riachuelo, C&A e Renner estão brilhando, dizem os especialistas econômicos. Amém. ***

PONTO FINAL - A sustentabilidade na moda vai ganhando espaços, junto com a gritaria geral mundo afora em torno das questões ambientais. Até aqui, a moda sustentável era considerada, cara demais para entrar na produção das grandes marcas.

Agora, diz que o publico já se dispõe a pagar por essa diferença, e a roda começou a funcionar. Pelo menos nos países ricos onde o dinheiro forte permite essa opção. Por aqui, somente as micro marcas, geralmente de estilistas iniciantes, conseguem se manter vivos assim.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO