Sinal de alerta

Fabrício Pereira

Divulgação


Fabrício Pereira
Não há nenhuma dúvida de que o Atlético apresenta o pior futebol da série A do campeonato Brasileiro deste ano. Para quem gosta de futebol, é um sacrifício assistir uma partida de um time tão horrível assim. E o sinal de alerta já está ligado.

Com este futebol desordenado jogado pelo time, sem nenhuma organização tática, sem empenho dos atletas e com uma diretoria omissa diante dos péssimos resultados e uma sequência incrível de vexame atrás de vexame nas últimas cinco temporadas, dificilmente o Atlético irá pontuar nas próximas três rodadas, contra Palmeiras e Flamengo, fora de casa, e o Grêmio, em Belo Horizonte.

Sendo assim, penso que se Cruzeiro e Fluminense fizerem seis pontos neste período, o Atlético também passará a ser um forte candidato a lutar contra a única vaga na série B do ano que vem, pois não vejo força e muito menos futebol em Chapecoense, Avaí e CSA para escaparem da degola.

Talvez seja isso que a atual diretoria esteja planejando. Talvez eles acreditem que, estando na série B, a equipe entre de fato na briga por um título, diante de adversários bem mais fracos?
Ao torcedor do Atlético, mais exaltado, recomendo não assistir aos jogos, para não passar tanta raiva e comprometer sua saúde. É lamentável tanta incompetência e passividade. No clube, os vexames não incomodam mais a ninguém, inclusive a uma boa parte de seus torcedores.

Preocupante
Depois da derrota para o Goiás, quando chegou a quatro partidas sem vencer, o time do Cruzeiro tem uma difícil missão: fazer 24 pontos em 16 partidas. E mais do que isso: devido ao baixo número de vitórias, apenas quatro até aqui, em 22 rodadas, o time tem que conseguir oito vitórias, pois esse é o primeiro critério de desempate. Se chegar aos 42 ou 43 pontos com menos de 12 vitórias, o risco de descenso seria muito grande.
 
Hora de apoiar
Após a derrota na estreia para o Cruzeiro, em Belo Horizonte, as  meninas do Ipatinga vão buscar a primeira vitória diante de sua torcida, neste sábado (5), às 16h, jogando contra o Minas Boca, de Sete Lagoas. A entrada será a doação de um kg de alimento não perecível, que irá para o Banco de Alimentos de Ipatinga. Em reunião realizada no Estádio Ipatingão na quarta-feira (2), ficou definido que os portões 1 e 3 do estádio serão abertos às 14h. Está na hora de apoiarmos essas meninas, que tentam o bicampeonato mineiro de Futebol Feminino.

BOLA NA ÁREA 
Na próxima segunda-feira (7), o programa Bola na Área será transmitido direto do Bar do Cupim, no bairro Bom Retiro, em Ipatinga. Música ao vivo com Ryan Fontes. Aguardamos você. Siga-nos ao vivo: Facebook - Bola na Área e Instagram - Bolanaarea.esportes.
 
Contatos com a coluna: e-mail - fabricio.bolanarea@gmail.com. WhatsApp- (31)98632-3341.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO