WhatsApp é a maior ferramenta de comunicação da classe C

Estudo traz dados sobre consumo de mídia e indica que uso de celular já está consolidado entre o segmento





Considerada a maior parcela da população brasileira, a classe C acaba de ser ouvida pelo Instituto Data Popular que apresentou dados exclusivos com relação ao consumo de mídia e a maneira como essa população se informa. Lançado em outubro, o levantamento Data Check-up Brasil - Classe C detectou que o Whatsapp é a rede social utilizada por mais pessoas, com adesão de 84% do grupo, seguido do Facebook (72%) e do Instagram (52%).

O estudo chama a atenção porque nesse momento há uma intensa discussão a respeito de fake news, uso de dados pessoais com a intenção de atingir o comportamento das pessoas e leis têm sido aprovadas para punir quem dissemina notícias falsas com a intenção de promover comoção social, ódio ou adesão a campanhas eleitorais, um tema amplamente debatido no documento Privacidade Hackeada (The Great Hack – título original em inglês), lançado no mês de julho de 2019.

A pesquisa, que ouviu 1.020 pessoas com renda entre R$ 1.646,95 e R$ 4.144,67, ainda revela que o serviço de mensagens é a principal ferramenta de 70% dos entrevistados, enquanto o Facebook atingiu a marca de 10% e o Instagram, 9% dos respondentes.

O estudo ainda demonstra que a posse de algum aparelho celular já está disseminada entre a classe C (93%), sendo o smartphone utilizado por mais da metade (69%), e o celular comum com uma baixa adesão (24%). Já no que diz respeito ao plano de contratação de serviços, o pré-pago é predominante (62%).

Sobre o uso da internet pelo celular, o levantamento detectou ainda que 71% dos entrevistados possuem pacote de dados contratado para poder acessar a rede sem necessidade do Wi-Fi, enquanto apenas 26% dependem da rede sem fio.

A classe C também foi questionada sobre o hábito de assistir TV, onde 61% do grupo afirma possuir a prática em sua rotina. Quando questionados sobre seus programas preferidos, a Rede Globo segue em destaque, sendo o Jornal Nacional (8%) e as novelas (7%) os maiores detentores de audiência. O Jornal da Record figura no ranking em terceiro lugar na preferência entre os programas de televisão (3%).

A pesquisa foi realizada entre os dias 4 e 18 de setembro, em 33 cidades brasileiras (escolhidas a partir de critérios populacionais), sendo 19 delas capitais. A margem de erro é de 3 pontos percentuais, para mais ou para menos.

Data Check-up Brasil - Classe C

O objetivo do Data Popular é que a pesquisa, com foco específico na classe C, seja realizada mensalmente, abordando assuntos sobre opinião pública/comportamento e mercado/consumo. Nesta primeira edição, o Data Check-up Brasil - Classe C traz um panorama do cenário econômico brasileiro, corrupção e Operação Lava Jato, consumo de mídia/redes sociais e relação com instituições financeiras.

“Queremos dar voz àquela que é a maior classe social brasileira. Entender seu comportamento, hábitos de consumo e opiniões. Apesar de tamanha representatividade, essas pessoas ainda são pouco ouvidas e isso é fundamental para entendermos o contexto social e econômico atual”, afirma Marcio Falcão Lopes, Gerente de Pesquisa e Inteligência de Mercado do Instituto.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO