Coletivo Aberto de Teatro

Grupo teatral mostra ao público um conto de fadas às avessas

O Coletivo Aberto de Teatro está de volta aos palcos de Ipatinga, com a segunda atração da Mostra de Cinco Anos do grupo: o espetáculo “Procurando Firme!” A apresentação acontece nesta sexta-feira (20), às 19h, no Teatro Zélia Olguin, bairro Cariru.

Baseada no livro homônimo de Ruth Rocha, a peça é voltada para todas as idades e brinca com o universo dos contos de fadas, subvertendo símbolos e questionando velhos costumes, além de discutir o próprio fazer teatral. Tudo isso ao som de canções de Tom Zé, Arnaldo Antunes, Paulo Tatit e Elvis Presley.

Gustavo Jácome/Divulgação/ACS CA


A montagem brinca com o universo dos contos de fadas
Era uma vez um castelo com rei, rainha, príncipe, princesa, muralha, fosso em volta, ponte levadiça e um terrível dragão que não deixava ninguém sair, tudo como manda a tradição! Mas havia uma princesinha que não era de aceitar passivamente as convenções vigentes, isso vai deixa o reino de pernas para o ar!

Um trecho da crítica de Clóvis Domingos sobre a passagem do espetáculo pelo Festival Nacional de Arte para as Infâncias de Belo Horizonte, em abril deste ano, diz :

“A questão feminista em Procurando Firme está na problematização da educação que é oferecida a meninas e meninos. Mesmo ambientado em um reino imaginário, o texto se atualiza com os retrocessos políticos e sociais do Brasil de hoje. [...]

Tanto o livro de Ruth Rocha quanto o espetáculo do Coletivo Aberto fazem uma fissura numa linhagem secular dos contos de fada, que sobrevivem e moldam discursos e imagens, daí a importância da arte em desmontá-los. A arte como trampolinagem”, afirmou o jornalista.

O elenco de Procurando Firme é formado por Barbara Pavione, Camile Gracian, Léo Coessens e Lorrayne Sancar. A direção e dramaturgia são de Léo Coessens, direção musical de Junio Endrik, cenografia e adereços de Camile Gracian, produção de Barbara Pavione e iluminação de André Rissi.

SERVIÇO:
Espetáculo infantil
“Procurando Firme!”
Sexta-feira (20) - 19h
Teatro Zélia Olguin – Cariru

Ingressos à venda na bilheteria do Centro Cultural Usiminas e site www.eventim.com.br: R$ 10 (inteira) R$ 5 (meia-entrada para estudantes, professores, menores de 18 anos, maiores de 60, colaboradores Usiminas, Unigal, Mineração Usiminas, Soluções Usiminas e Fundação São Francisco Xavier).
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO