Athletico-PR vence o Internacional e é campeão da Copa do Brasil

Equipe paranaense bateu o Colorado no Beira-Rio e conquistou o título do torneio pela 1ª vez

Twitter Athletico-PR

Furacão venceu o Inter por 2 a 1


Com todos os ingredientes esperados em uma grande final, o Athletico-PR conquistou o título inédito da Copa do Brasil na noite desta quarta-feira (18). No Beira-Rio, em Porto Alegre, o Furacão segurou o ímpeto do Internacional e venceu por 2 a 1, com gols de Léo Cittadini e Rony, já nos acréscimos, ficando com a tão cobiçada taça da competição nacional.

O jogo
Emoção nos primeiros 45 minutos! Com a desvantagem da derrota por 1 a 0 no jogo de ida, o Internacional apresentou uma postura mais ofensiva desde o início da partida. O time comandado por Odair Hellmann partiu para o ataque e finalizou mais vezes do que a equipe visitante. Já no primeiro minuto, Wellington Silva cruzou na área, Guerrero ajeitou de cabeça para Nico López, que chutou forte para o gol e viu o goleiro Santos fazer a defesa. Aos 19, outra boa chance colorada. Nico López recebeu de goleiro, perdeu o ângulo e cruzou para a área. Patrick chegou junto com Wellington Silva, que cabeceou para fora.

A partida seguiu movimentada e, aos 23, o Athletico abriu o placar no Beira-Rio. Rony avançou em contra-ataque pela esquerda e acionou Marco Ruben dentro da área. O camisa 9 passou para o meio e encontrou Léo Cittadini em ótima posição para dominar e deslocar Marcelo Lomba: 1 a 0. Com os ânimos à flor da pele, o Colorado seguiu em busca do gol e chegou ao empate aos 30 minutos. Após cobrar escanteio, o uruguaio Nico López percebeu o bate-rebate dentro da área e apareceu para pegar a sobra e completar para o fundo das redes: 1 a 1.

Na volta do intervalo, o Inter, precisando do resultado, fez duas alterações logo de cara. Rafael Sobis e Nonato entraram nos lugares de Patrick e Bruno, respectivamente. A mexida quase surtiu efeito aos oito minutos, quando Sobis cobrou falta com categoria e obrigou o goleiro Santos a fazer boa defesa. Instantes depois, o atacante cruzou na área, e Víctor Cuesta cabeceou à esquerda do gol. Embalado pela sua torcida, o Colorado seguiu tentando o gol, mas sem criar chances claras. Enquanto isso, o Athletico Paranaense foi administrando a vantagem e confirmou o título com um gol aos 51 minutos. Pela esquerda, Marcelo Cirino driblou dois marcadores e deu ótima assistência para Rony fazer 2 a 1 para o Furacão soltar o grito de “É campeão!”.

Internacional: Marcelo Lomba; Bruno, Rodrigo Moledo, Víctor Cuesta e Uendel; Rodrigo Lindoso, Edenílson, Patrick, D’Alessandro e Nico López; Paolo Guerrero. Técnico: Odair Hellmann

Athletico-PR: Santos; Khellven, Bambu, Léo Pereira e Márcio Azevedo; Wellington, Bruno Guimarães e Léo Cittadini; Nikão, Rony e Marco Ruben. Técnico: Tiago Nunes
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO