Bolsas de estudo no México: estudantes brasileiros podem se candidatar

Mais de 100 instituições participam do programa com bolsas disponíveis em diferentes áreas

Divulgação


Os selecionados receberão uma ajuda mensal que vai de 10.274 a 12.842 pesos, a depender da modalidade escolhida

Estudantes brasileiros podem concorrer às bolsas de estudo no México pelo programa de iniciativa das Relações Exteriores do México, através da Agência Mexicana para Cooperação e Desenvolvimento Internacional (AMEXCID). Por meio do site da convocatória os interessados devem se inscrever até 27 de setembro.

As bolsas são para programas de mestrado com duração de dois anos, doutorado, em média 3 ou 4 anos, e de mobilidade estudantil a nível de graduação, com até um semestre de duração. Há também oportunidades para os cursos de especialização e aprimoramento profissional com período de um ano. Ao todo, mais de 100 instituições participam do programa com bolsas disponíveis em diferentes áreas.

Os estudantes contemplados no edital da seleção serão beneficiados com o valor total da matrícula e anuidade das instituições de ensino, seguro saúde e transporte da cidade do México até a cidade final de destino. Os selecionados também receberão uma ajuda mensal que vai de 10.274 a 12.842 pesos, a depender da modalidade escolhida. Os valores mais altos são para os cursos de doutorado. O programa não inclui as despesas com as passagens aéreas.

Inscrições

Poderão se inscrever os estudantes que foram aceitos em algum programa das instituições participantes do projeto e tenham excelência acadêmica. O candidato deve preencher um formulário de solicitação da bolsa e enviar os seguintes documentos:

- Carta de motivação
- Currículo
- Carta de aceite da instituição mexicana
- Cópia do último diploma recebido
- Histórico acadêmico
- Comprovante de proficiência em espanhol.

Além de enviar esses documentos, o estudante deve assinar uma carta na qual se compromete a voltar ao país de origem após finalizar os estudos. O resultado final será divulgado a partir de 15 de janeiro e os estudos estão previstos para iniciar entre março e dezembro de 2020.

(Agência Educa Mais Brasil)
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO