Canaã será o último bairro a ter implantado o Zona Azul

A administração municipal anunciou hoje a ampliação no número de vagas para estacionar

Divulgação


Ampliação das vagas foi um pedido da Aciapi-CDL à administração municipal

A administração de Ipatinga ampliou o número de vagas reservadas ao Estacionamento Rotativo Digital no bairro Canaã, cuja implantação acontece neste mês. Segundo o governo, a inclusão de mais 50 vagas monitoradas foi um pedido dos comerciantes locais, por meio da Aciapi-CDL. O sistema funciona de forma educativa no bairro e a cobrança deve começar a ser feita no dia 30 deste mês.

A medida foi pauta de reunião na manhã desta segunda-feira (16), na sede da Aciapi, no Centro. Participaram do encontro os presidentes da Aciapi e CDL, Cláudio Zambaldi e Amaury Gonçalves, respectivamente; o secretário de Serviços Urbanos e Meio Ambiente (Sesuma), Agnaldo Bicalho, e o diretor do Departamento de Trânsito, Tayrone Lagares.

Originalmente, foram implantadas pelo município 690 vagas do Rotativo Digital ao longo da avenida Selim José de Sales, no bairro Canaã. Com a solicitação feita pelos comerciantes e usuários da localidade, foram criadas mais 50 vagas monitoradas dentro do Zona Azul, totalizando 740. As novas vagas estão localizadas no final da avenida até a Praça da Maçonaria.

Um dos principais centros comerciais de Ipatinga e área de grande concentração de veículos, com registro de congestionamento de trânsito, sobretudo em horários de pico, o Canaã é o último local do município onde está sendo implantado o sistema. Segundo a administração de Ipatinga, não existe qualquer possibilidade de levar o Zona Azul para outros bairros da cidade.

A Sesuma enfatiza que as quatro praças definidas para o estacionamento rotativo cumprem o que está previsto na legislação municipal e no edital da licitação que concedeu à empresa concessionária dos serviços o direito de cuidar da atividade no município. “A Prefeitura está atendendo esta solicitação dos comerciantes de um pequeno trecho da avenida que não seria alcançado pelo controle de vagas no Canaã e que estavam se sentindo prejudicados por não ter o Zona Azul onde seus estabelecimentos estão localizados. Já estamos fazendo a demarcação e elas deverão ser respeitadas como pontos de Zona Azul junto com as demais, a partir de 30 de setembro”, informa a Sesuma.

Sistema aprovado

Cláudio Zambaldi, presidente da Aciapi, pontua que o Estacionamento Rotativo Digital já é aceito por 90% dos usuários do trânsito, considerando tratar-se de uma realidade que deu certo nos bairros onde o sistema foi implementado. “Além do Centro, os outros bairros já percebem o retorno comercial que o estacionamento rotativo tem dado não só para o comércio, mas também para a comunidade, que hoje tem a opção de escolher o centro de compras e ter condições de estacionar sem as dificuldades de antes. O que precisamos é da adesão de mais comerciantes para termos o maior número de postos de vendas possível, facilitando cada vez mais a vida dos consumidores”, pontuou Cláudio.

Segurança

Conforme a Secretaria de Serviços Urbanos e Meio Ambiente, na verdade, o que a administração municipal vem investindo no sistema viário e melhoria das condições de tráfego na cidade é muito superior ao que recebe de contrapartida do Zona Azul.

“O rotativo não paga nem a metade do que gastamos mensalmente com a manutenção e melhoria de nosso sistema de tráfego, mas logicamente é uma receita que ajuda a fazer os investimentos necessários na ordenação do trânsito, proporcionando mais segurança para os usuários. Não há, nem nunca houve expectativa de uma arrecadação milionária com o Zona Azul, até porque não é este o objetivo central do serviço. O seu principal objetivo é proporcionar mais qualidade e segurança nos deslocamentos de pedestres, ciclistas e veículos automotivos na nossa congestionada área urbana, em função de uma frota gigantesca e ainda com números crescentes”, explicou Agnaldo.

Facilidade para estacionar

Conforme levantamentos da Sesuma, é perceptível o impacto positivo que a implantação do Estacionamento Rotativo Digital trouxe para a vida dos munícipes, sobretudo aqueles que necessitam ir aos centros comerciais. Atualmente, é fácil chegar a qualquer um dos locais onde existe o Estacionamento Digital e encontrar uma vaga, muitas vezes em frente ao local aonde se quer ir, pontua a secretaria.

Outro ponto positivo avaliado é a geração de emprego e renda. Para atender aos motoristas que necessitam do rotativo, foram disponibilizados mais de 40 monitores, a quem cabe prestar todo tipo de assistência aos usuários. Além disso, também como incremento na economia local, é destacada a participação dos comerciantes como ponto de venda. Atualmente, são 70 lojas que fornecem a venda dos tickets de vaga. Um estudo da Sesuma mostra que alguns destes pontos apuram um dividendo de R$ 700 mensais, em média, tendo em vista que o comerciante recebe 10% de todo o recurso bruto arrecadado.

ISS

A Sesuma informa também que toda a receita gerada pelo Zona Azul é controlada e fiscalizada. A partir do próximo mês, a empresa que opera o rotativo terá sede própria em Ipatinga, e assim emitirá as notas fiscais com o endereço da cidade. “É importante deixar claro que o município não perdeu receita. A Central Park (que opera o rotativo em Ipatinga) é optante pelo Simples Nacional. Então, ela arrecada todos os impostos através de uma única guia, que vai para o Governo Federal, mas volta o ISS de 2% para o município. O fato de constar na nota fiscal o endereço da sede da empresa (Mogi Mirim) não significa que o município não estava arrecadando, mas a Secretaria acredita que de toda forma é desconfortável receber uma nota fiscal com endereço de uma cidade em São Paulo, e isso já está sendo resolvido”, enfatiza a Sesuma.

Longa duração

Após o encerramento da implantação do Rotativo Digital nos quatro centros comerciais de Ipatinga (Centro, Horto, Cidade Nobre e Canaã), a Sesuma estuda a possibilidade de disponibilizar a vaga de longa duração nestes locais, conforme previsto no edital de licitação. O Estacionamento Rotativo de Ipatinga é limitado a duas horas, de segunda a sábado. Com o modelo de longa duração, o período de permanência pode ser ampliado opcionalmente para cinco horas aos sábados.

Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Boneca 18 de Setembro, 2019 | 09:00
Eu acho engraçado uma coisa, se vamos para as capitais temos que pagar estacionamento do mesmo modo, se vamos no shopping tbm... o povo quer que a cidade cresça ( que vire capital ) mais não quer que evolui.
Joao 18 de Setembro, 2019 | 06:09
Isso e uma safadeza já pagamos um abisurdo de impostos agora além de IPVA seguro obrigatório e taxa de licenciamento aí vem o prefeito e fãz uma merda dessa eu estou fazendo minha parte estou transferindo os meus veículos para outros estados com os tributos mais baratos pq não aguento pagar impostos aqui mais nao.casei de ser roubado
Pedro Marcelino Silva 17 de Setembro, 2019 | 17:58
o IPVA.taxa etc obrigatória do estado. e pago para que. não e para o veiculo circular e para nas ruas nos locais que não e proibido. estou indignado com esta corja que nada chega para eles tira a qualquer custo da queles que já não tem mais o que ser roubado e lesado
Beto 17 de Setembro, 2019 | 16:50
Estou muito satisfeito. Tenho aplicativo, é muito fácil e econômico. Deveria ter mais vagas para idosos, tem muito poucas....
Jaime 17 de Setembro, 2019 | 16:30
E mais,lucrativo multar do que pagar a taxa eles querem e arrecadar.
Ailson 17 de Setembro, 2019 | 09:27
Prefeitura e Central Park. Até hoje não vi em nenhum lugar um mapa das vagas destinadas a cobrança do rotativo. E isto é de muita importância alem de ser obrigatório.

Outra coisa muito séria que esta acontecendo, é que os usuários chegam em uma vaga e espera até 15 minutos ou mais para serem atendidos e ou orientados pelos funcionários ( principalmente para o grande numero de usuários que só estão de passagem pela nossa cidade ) Ai o pobre coitado sem informação estaciona e quando volta já está grampeado os FAMIGERADOS R$ 14,00.

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO