Em Coronel Fabriciano, 24% dos eleitores fizeram cadastro biométrico

Em todo o país, cerca de 72% dos eleitores já fizeram o seu cadastro, o que equivale a mais de 106 milhões de brasileiros

Wôlmer Ezequiel


Marca de 19.269 eleitores biometrizados é considerado baixo pela Justiça Eleitoral

De acordo com os dados do Tribunal Superior Eleitoral, a cidade de Coronel Fabriciano atingiu, nesta quarta-feira (11), a marca de 19.269 eleitores biometrizados. Apesar de milhares, o quantitativo daqueles que já fizeram o cadastramento biométrico ainda é considerado pequeno, pois representa apenas 24% do total dos 80.196 eleitores pertencentes ao município.

Embora ainda não seja obrigatório para as cidades do Vale do Aço, a Justiça Eleitoral incentiva o eleitor a registrar a sua biometria o quanto antes, a fim de se evitar longas filas e, principalmente, para ser identificado com mais segurança nas próximas eleições.

Enquanto isso, em todo o país, cerca de 72% dos eleitores já fizeram o seu cadastro, o que equivale a mais de 106 milhões de brasileiros.

Biometria
O Programa de Identificação Biométrica da Justiça Eleitoral tem por objetivo cadastrar os dados biométricos (impressões digitais, fotografia e assinatura) de todo o eleitorado, em âmbito nacional, para garantir que o eleitor seja único no cadastro. Dessa forma, uma pessoa não poderá tentar se passar por outra ao se apresentar para o exercício do voto.

Em alguns municípios, como Governador Valadares, Caratinga e Itabira, o procedimento já é obrigatório, enquanto nos demais se tornará muito em breve, uma vez que a coleta dos dados está sendo realizada de forma progressiva em todo o país, informa a Justiça Eleitoral de Coronel Fabriciano.

Penalidades
Quando a biometria for obrigatória na cidade e o eleitor perder o prazo, o título poderá ser cancelado. Sem o documento, o eleitor não conseguirá emitir passaporte nem carteira de identidade. Além disso, poderá ter o seu CPF cancelado; se tiver função ou emprego público, poderá ficar sem receber o salário; não conseguirá obter empréstimos em bancos públicos nem se matricular em instituições de ensino. Poderá, inclusive, perder benefícios oferecidos pelo Governo Federal como, por exemplo, o Bolsa-Família.

Para facilitar, o interessado pode ligar para o telefone 148 e agendar dia e horário para ser atendido no Cartório Eleitoral mais próximo de sua residência. O eleitor deverá apresentar documento de identidade e comprovante de residência recente, ambos originais.

O Cartório Eleitoral de Coronel Fabriciano está localizado na rua Pedro Nolasco, 506, Centro, e funciona de segunda a sexta, das 12 às 18h.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Cidadão Indignado 12 de Setembro, 2019 | 12:18
Mais uma porcaria pra tirar o sono dos cidadãos de bem, já que não é todo mundo que têm suas digitais em perfeito estado. E já foi provado que em uma situação de estresse pela transpiração excessiva, ou quem lida com produtos químicos controlados, ou até mesmo quem possui alergias crônicas nas mãos ou pele têm suas digitais não reconhecidas por aparelhos biométricos.
Eu por exemplo, tenho uma alergia que me acompanha desde a infância, localizada nas mãos e pés, em que de duas a três vezes no ano, minhas mãos e pés enchem de carocinhos vermelhos, coçam muito, depois a pele se fissura toda e começa a descascar, chega o ponto de trocar totalmente a pele das mãos e pés, depois dá uma renovada e começa tudo de novo.
Toda vez que dá problema ou dão manutenção no relógio de ponto têm que ir na Prefeitura mostrar os dedos e fazer uma senha, é uma bosta!

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO