Azul reduz valor das passagens nos voos do Vale do Aço após Passaredo anunciar interesse em, operar na região

Apenas uma empresa opera voos no terminal aéreo e chegada de concorrente depende de obras de modernização

..


Atualmente somente uma companhia opera voos no terminal aéreo do Vale do Aço

Foi só a Passaredo anunciar que pretende lançar voos no Vale do Aço para a Azul reagir com uma promoção nos voos do Vale do Aço. Quem for viajar no mês de novembro do Aeroporto de Santana do Paraíso para o Aeroporto de Congonhas, em São Paulo, encontra passagens de ida e volta por R$ 613.42. valor com as taxas de embarques incluídas.

Nos voos de Santana do Paraíso para Belo Horizonte (Aeroporto de Confins) as passagens de ida e volta estão disponíveis por R$ 344,26.

Todas essas passagens já estão com as taxas de embarques incluídas. Lembrando que os passageiros da Azul do Vale do Aço podem comprar passagens para todos os destinos da companhia, mas é preciso fazer a troca de aeronave no Aeroporto de Confins.

A intenção da Passaredo é lançar voos de Santana do Paraíso para Congonhas, mas o início destes voos depende da ampliação da sala de espera do aeroporto, que atualmente é gerenciado pelo Governo de Minas. O espaço precisa ainda de uma obra para diminuir o ruído provocado pelas aeronaves.

Segundo uma fonte da Passaredo, que pediu para não ser identificada, a Secretaria de Aviação Civil (SAC) pretende liberar recursos para que as obras sejam realizadas ainda neste ano, permitindo o lançamento dos voos da Passaredo. (Celso Martins/Tudo de Viagem)
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Isaías 13 de Setembro, 2019 | 11:00
Após 4 meses, não se tem notícias da reforma do aeroporto. A sala de embarque não comporta a demanda, quase todos os vôos estão lotados. O vale do aço necessita e merece um aeroporto decente.
Maria Lima 12 de Setembro, 2019 | 05:14
Se não tiver investimento em ampliação do espaço de passageiros nova companhia não poderá chegar. Cadê as reformas?
José Soares Couto 12 de Setembro, 2019 | 05:13
Ótima notícia. Assim seremos tratados com respeito. Essa Azul tá se lixando pra gente. Cancela voos, deixa passageiros de conexão para traz, enfim, não respeita os passageiros.
José da Paixão Rodrigues 11 de Setembro, 2019 | 16:47
Como uma concorrência é saudável e benéfica para os usuários da aviação. A Azul faz o que quer com os passageiros que dependem de um vôo na região do Vale do Aço . Agora com a chegada da concorrente as coisas podem mudar. Estamos aguardando a chegada e a permanência da Passaredo.

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO