Ilana Trombka desenvolveu revolução silenciosa em gestão do senado

Ilana Trombka assumiu a responsabilidade de fazer bom uso do dinheiro público, desde o primeiro dia de sua gestão a frente da diretoria-geral do Senado Federal

Divulgação


Ilana Trombka desenvolveu revolução silenciosa em gestão do senado

Se em casa a ordem é não gastar além do orçamento familiar, não acumular dívidas e sempre pesquisar produtos mais baratos de fornecedores confiáveis, imagine quando o dinheiro não é apenas seu, mas de mais de 210 milhões de pessoas. Esse é o chamado dinheiro público. E o gasto responsável desse recurso foi o que Ilana Trombka priorizou desde o início de sua gestão a frente da diretoria-geral do Senado Federal.

¨Desde que assumi como ordenadora de despesas da Câmara Alta tenho como mantra permanente cinco diretrizes nas questões vinculadas ao gasto público: fazer mais com menos, plena transparência de contratos e de sua execução, zelas para que não haja fracionamento nas despesas, evitar contratações emergenciais ou excepcionais e priorizar a ampla concorrência por meio do pregão eletrônico¨ explica Ilana Trombka. Para ela a responsabilidade e a eficiência na forma de investir são obrigações de qualquer gestor que lida com o dinheiro de todos ¨fazer mais, com menos e de forma inteligência é a tônica dos nossos tempos¨.

O Senado voltou sua atenção administrativa para as compras e contratações em 2013. Ela explica que tudo começou com o enxugamento do portifólio de contratos, de forma a eliminar sobreposições para a redução de despesas. Ilana lembra que não havia uma estratégia para o setor que carecia de mais transparência e controle e precisava ser modernizado. ¨Quando em 2015 viramos a chave para a que todos os processos da Casa fossem eletrônicos um colega me alertou para o risco de ser conhecida como Ilana- a breve- tal a mudança de cultura que estava fazendo. Mas eu sabia que, sem isso, não implantaríamos o controle e os sistemas de apoio que precisávamos. A verdade é que deu certo. Ninguém mais lembra como eram os processos em papel, circulando em carrinhos barulhentos pelos corredores do Senado¨, recorda Ilana.

Ilana Trombka e o programa de Sistematização das Contratações



O Programa de Sistematização das Contratações foi uma grande revolução silenciosa que transformou o Senado em um modelo em compras públicas. A diretora explica que a sistemática aplicada redefiniu os papéis de cada órgão interno, criou ferramenta para fiscalizar, controlar e agilizar os processos, estabeleceu uma sistemática de capacitação para os servidores e trouxe inovações ancoradas na tecnologia da Informação. Os resultados saltam aos olhos. ¨Só nas licitações já economizamos quase R$ 280 milhões nesses últimos seis anos” conta com orgulho Ilana Trombka e completou ¨Não há espaço para esse tipo de artifício na minha administração¨.

Também aproveitamos as grandes mudanças nas compras para fortalecer outros conceitos importantes, ressalta a diretora. Todas nossas contratações passaram a obedecer a critérios ambientalmente sustentáveis. Um pequeno, mas nem tão singelo exemplo, é a compra de copos descartáveis. Além de ter reduzido em 90% o consumo desse item nos últimos 5 anos, o que significa 13 milhões de unidades, a Casa passou a licitar copos biodegradáveis feitos por exemplo de amido de milho. Essa é uma aplicação do fazer mais, com menos e de forma inteligente: o nosso mantra, lembra ela.

Outros dados como a queda do número de dispensas de licitações, de contratos emergenciais e de prorrogações excepcionais, aliados a diminuição do tempo para realização das licitações e dos acionamentos de atas de registro de preços atestam o sucesso do Programa. Vários outros órgãos públicos como a Câmara dos Deputados e o Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios já nos visitaram para conhecer nosso modelo, conta orgulhosa a diretora.

Para Ilana Trombka não basta melhorar as compras no Senado, e necessário espalhar esse modelo de sucesso por toda a administração pública. Estramos a disposição para receber tantos quantos queiram aprender com nossa experiência. Nosso país é enorme e gostaria de deixar esse legado para todos. Na Casa da Federação a porta esta sempre aberta, termina ela, ao lembrar que a revolução que economiza e gasta melhor apenas começou.

Mais Noticias sobre Ilana Trombka



Ilana Trombka, diretora-geral do Senado: em busca de uma sociedade mais inclusiva
Ilana Trombka trabalha para o fim do assédio moral e sexual no Senado
Ilana Trombka oferece a chance de um recomeço com carteira assinada
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO