Estação de Tratamento de Esgoto começar a operar em setembro, informa Copasa

Investimentos em Estação de Tratamento de Esgoto, em Timóteo custou R$ 104 milhões, informou a companhia

Divulgação


Em visita à estrutura, a responsável pela Supram LM protocolou junto à Copasa a Licença de Operação da estação

Os efluentes domésticos gerados nos municípios de Coronel Fabriciano e Timóteo terão tratamento adequado pela Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) a partir deste mês de setembro, informou a empresa. Com um investimento de R$ 104 milhões, o empreendimento localizado no bairro Limoeiro, em Timóteo, irá beneficiar cerca de 165 mil pessoas em ambas as cidades.

A responsável pela Superintendência Regional de Regularização Ambiental do Leste Mineiro (Supram LM), Gesiane Lima e Silva, visitou a Estação de Tratamento de Esgoto - ETE Sistema Integrado de Timóteo e Coronel Fabriciano no dia 26 de agosto. Na ocasião, ela protocolou junto à Copasa a Licença de Operação - LO nº 001/2019, que autoriza a Companhia a iniciar o tratamento dos esgotos dos municípios com a operação da ETE.

Ao receber o documento, o superintendente operacional do Vale do Rio Doce e Vale do Aço da Copasa, Albino Campos, explicou para os técnicos da Supram LM os detalhes construtivos da ETE e o funcionamento de todo o empreendimento.

“É muito satisfatório conseguir concluir mais essa etapa da Licença. Participei de todas as fases e, agora, conhecendo de perto a ETE vi que todas as infraestruturas foram implantadas adequadamente. Tem tudo para funcionar de forma bem efetiva e tratar com eficiência o esgoto das cidades de Timóteo e Coronel Fabriciano”, pontuou.

Infraestrutura da obra
Segundo a Copasa, as obras contemplaram a construção de 11.500 metros de redes coletoras de esgoto (tubulações de menor diâmetro implantadas em vias públicas para coletar os esgotos das residências, comércios e indústrias); 31.160 metros de interceptores (tubulações de grande porte implantadas ao longo dos córregos e rios para receber os esgotos das redes coletoras); 10 elevatórias de esgoto bruto (unidades de bombeamento do fluxo de esgoto para um nível mais elevado); 7.200 metros de linhas de recalque (responsáveis por transportarem os esgotos até a ETE); uma Estação de Tratamento de Esgoto (ETE – Sistema Integrado Timóteo e Coronel Fabriciano); um laboratório para realização das análises de esgoto, além de aquisição de materiais, terrenos e equipamentos.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Felix 02 de Setembro, 2019 | 08:03
Em todas as cidades em que a COPASA atua a coleta de esgoto não alcança todas as residencias e demais redes. Onde a COPASA atua, os córregos FEDEM e vão continuar FEDENDO porque a empresa é ineficiente, e não possui excelência e perfeição na qualidade do serviço prestado, mas sabe colocar na conta mensal os altos valores das tarifas de água e esgoto. Empresa que tem o dedo de governo e de político é uma merda só.
Jefferson Kennedy 01 de Setembro, 2019 | 21:08
Parabéns a COPASA por mais este empreendimento de sucesso em infraestrutura e saúde para as cidades de Timóteo e Coronel Fabriciano. A população agradece pelo empenho em investir na saúde e bem estar da população.
Joao Larica 01 de Setembro, 2019 | 14:06
Copasa vai começar a operar como se nem acabou de canalizar o esgoto em muitas áreas ainda? Vai tratar o que ? Vento? Porcaria de empresa. Tem que privatizar esse bosta. Coloca na conta do prefeito do PT que assinou essa bomba ai.
Andre Silva 01 de Setembro, 2019 | 08:13
Os custos para tratamento de esgoto são enormes. Energia elétrica para fazer o sistema funcionar é um absurdo. Espero que o povo e o poder concedente dê valor à grande obra realizada em Timóteo e C. Fabriciano. Se não me engano, é a maior obra de saneamento atualmente em Minas Gerais. Parabéns a todos os envolvidos. O Rio Piracicaba agradece.
Robson Bento Ferreira 01 de Setembro, 2019 | 07:19
É bom que se inicie logo a coleta do esgoto para tratamento. Porque eu moro no Primavera a uns 300 m do corrego e o esgoto fede mal da até dor de cabeça e mal estar chega a ser insurportavel. Parabéns a copasa e todos que estão empenhado nesta obra.
Edson Pacheco Mariott 31 de Agosto, 2019 | 23:21
Ainda querem privatizar a Copasa. Sendo que, essa empresa faz um belo trabalho de saneamento

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO