7 erros que donos de cachorro cometem na hora do passeio

De modelo de guias a horários de passeio e falta de hidratação, veterinária da DogHero explica quais são os equívocos mais comuns e como evitá-los

Muitos donos de cachorro acham que passear com o cãozinho é coisa fácil. Só colocar a coleira nele e sair para a rua. Mas a tarefa exige alguns cuidados especiais para garantir a segurança do animal e a qualidade do passeio. Para auxiliar nesse sentido, a DogHero, aplicativo que promove a conexão entre quem tem cachorro e uma comunidade de passeadores e anfitriões escolhida a dedo, convidou Alessandra Amieiro, veterinária colaboradora da empresa, CRMV - SP 47027, a elencar quais são os erros mais comuns cometidos pelos donos de cachorro na hora do passeio e, mais importante, como evitá-los. Confira abaixo quais são eles:

1. Não passear: não importa se o cãozinho vive em uma casa com quintal, brinca todo dia com alguém da família ou mesmo tem a companhia de outro animal no espaço. Passear com cachorro continua sendo uma necessidade tão importante quanto alimentação, vacinas e amor. Os passeios são responsáveis pela manutenção da saúde física e emocional do cachorro. Sem a atividade física, os cães podem desenvolver comportamentos como ansiedade, depressão, agressividade, além de sobrepeso e problemas articulares e musculares.

2. Não utilizar guias ou coleiras: alguns donos têm o hábito de passear com seus cachorros sem guia ou coleira com a justificativa que isso deixa os animais mais livres. No entanto, a escolha coloca em risco a vida do cachorrinho, uma vez que o deixa vulnerável a ser atropelado, comer algo impróprio jogado na rua ou mesmo se envolver em brigas com outros cães. Na hora do passeio, utilize sempre a guia e a coleira e escolhas opções que estejam adequadas ao corpo do seu cãozinho para deixá-lo seguro e confortável e evitar ferimentos.

3. Passear sem plaquinha de identificação: não é frescura, a plaquinha de identificação tem uma função clara: facilitar a busca pelo cachorro em caso de fuga ou de algum outro eventual incidente. Adquira uma para o seu cãozinho e grave nela o nome do seu animal e um telefone para contato. Acredite, o investimento vale a pena e garante mais segurança para você e para o seu peludo.

4. Passear em qualquer horário: este é outro erro bastante comum. Não passeie com o seu cachorro em horários em que o sol está muito forte e o chão muito quente. Isso evita que o seu cãozinho queime as patinhas e fique desidratado. Lembre-se: o passeio é uma atividade para fazê-lo se sentir bem e não o contrário.

5. Censurar o cachorro por fazer as necessidades na rua: é comum que durante o passeio o cachorro aproveite para atender fazer suas necessidades. Portanto, não censure o seu cãozinho quando isso acontecer. Pelo contrário, tenha sempre consigo saquinhos para coletar as fezes do seu peludo e descartá-las no lixo (nada de deixar o conteúdo na rua).

6. Não oferecer água durante o passeio: alguns donos só dão água para os seus cachorros ao voltarem para casa. Evite fazer isso e tenha sempre consigo um pouco de água e a ofereça ao seu cãozinho durante o trajeto. Isso garante que ele esteja sempre hidratado.

7. Não respeitar o limite físico de cada cachorro: este é outro erro bastante frequente. Todo cachorro tem de passear, mas a duração do passeio tem de estar adequado às necessidade de cada animal. Pugs, por exemplo, têm fisiologicamente algumas limitações respiratórias. Portanto, cães dessa raça não podem ter, necessariamente, um passeio com a mesma duração e velocidade que o de um cachorro da raça Golden, que possuem uma outra estrutura física. Ao notar que o seu cachorro está bastante cansado e ofegante, não o obrigue a continuar. Respeite o tempo do seu cãozinho e garanta a ele um passeio de qualidade.

(DogHero)
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Ester Aureliana de Oliveira Pinto 04 de Setembro, 2019 | 15:34
gostei muito das dicas sempre vou passia cm minha cadelinha pentcht é também levo meu saquinho para apanha as sugerinhas que ela faz obrigada pela dica da água
Ricardo 04 de Setembro, 2019 | 13:13
Super interessante está relação, cachorro e seu dono. Quem pensa em ter um animal de estimação, tem que ter em mente que está assumindo uma responsabilidade.
Ao passear com seu cachorro, que é o assunto em evidência, devemos saber que é o momento dele. Deixe ele explorar com seu ofato, deixe ele parar quando estiver querendo parar, deixe mixar aonde tem que marcar seu território.
Não esqueça, este é momento dele, e não o seu.
Danielly Leite 04 de Setembro, 2019 | 09:39
Amei as dicas. Isso mesmo, nossos cães merecem ser bem tratados e estas dicas só vem a complementar. Parabéns!
Marlene Barbosa 04 de Setembro, 2019 | 04:19
Excelentes dicas. Parabéns!
Noemi Gelape 04 de Setembro, 2019 | 02:07
Gostei das dicas
Infelizmente vivemos na cidade e não é frescura,é realidade
Obrigada por fazer o artigo porque Aa Dog Hero teve o trabalho de escrever,tem pessoas que fazem e tem pessoas que criticam,porque não fazem?
Fátima 03 de Setembro, 2019 | 16:50
Gostei das dicas, pois o animal merece ser cuidado
Com toda atenção.
Cesar Dias 03 de Setembro, 2019 | 14:29
Muito bom.
Geovani 03 de Setembro, 2019 | 12:52
Ótima informação valeu pela dica.
Modesto Alcântara Melo Neto 03 de Setembro, 2019 | 12:23
Discordo de alguns itens, primeiro, dá água ao chegar do passeio não há problema nenhum segundo cada ser humano faz do seu animal o passeio que quer, agora qto as fezes os meus sempre saem com sacos pra apanhar e colocar no local certo!!!
De Olho... 03 de Setembro, 2019 | 09:35
Concordo com as dicas, mas a mais importante é nao só recolher o coco como levar o saquinho junto para o devido descarte. DEIXAR NA RUA OU LIXEIRAS, É O PIOR!
Canídeo Raiz 03 de Setembro, 2019 | 08:59
É muita frescuragem num texto só. Me poupem. Boa é a vida de cão que mora na roça, sem limites, sem fronteiras, come carne crua, angu e bebe leite fresco. Mata uma jaracuçu para proteger o seu dono de manhã e afugenta onça à noite. O resto é tira gosto de bicho-fera. Não aguenta nem picada de pernilongo. Boiolice urbana, pompom de madame. kkkkk.
Ronaldo Lucas 03 de Setembro, 2019 | 06:47
Algumas informações estão incorretas. Que vergonha pra quem assina a responsabilidade tecnica deste texto!
Vladimir Ntyamba 03 de Setembro, 2019 | 04:22
Obrigado pela importante informação
Clea 02 de Setembro, 2019 | 22:17
Já vi algumas pessoas fazendo atividades físicas e levam seus pets juntos, tb acho errado.
Maria Helena 02 de Setembro, 2019 | 21:41
Legal essas informações muito obrigado!
Isilda 02 de Setembro, 2019 | 20:38
Vejo que tem pessoas que saem para passear com o seu cachorro e não cuidam pois fica no celular. É o cachorro sai pisando na sujeira e cheirando e o dono só no celular.
José Luiz 02 de Setembro, 2019 | 18:49
Muitos saem pra passear com o cachorro e não desgruda os olhos do celular. Fica um tempo parado olhando para o aparelho e o cachorro ali parado que nem novo.
Mauricio 02 de Setembro, 2019 | 17:55
Vc esqueceu de dizer que quem saiu p passear é o cachorro ou é o para ele que o passeio tem prioridade. Muitos donos saem com o cachorro para andar e na guia, não deixam o cachorro farejar dentre outras coisas. Donos aproveitam as guias para puxar e fazer do cachorro um acompanhante p ele .
Paulo Jairo 02 de Setembro, 2019 | 16:32
Muito bom as dicas parabéns

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO