Selo eletrônico será usado em autenticações

O sistema terá a funcionalidade de QR CODE para que o usuário possa atestar a validade do ato e de seu conteúdo

Cecília Pederzoli/TJMG


O TJMG não irá gastará valores com a confecção de selos de fiscalização usados nos cartórios: economia será de R$ 1,6 milhões por ano

Os serviços de autenticação e reconhecimento de firma nos cartórios extrajudiciais passarão a ser entregues ao cidadão com os selos de fiscalização eletrônica a partir de 1º de setembro, inicialmente em 20 serventias, informou o Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais (TJMG). Em 1º de outubro, o selo eletrônico será expandido para os demais serviços notariais e do registro de Minas.

Esse novo serviço foi oficializado na quinta-feira (22), com a assinatura de Portarias Conjuntas entre o TJMG, por meio da Corregedoria Geral de Justiça, e a Secretaria de Estado da Fazenda.

O presidente do TJMG, desembargador Nelson Missias de Morais, esclareceu que o selo eletrônico é mais uma colaboração do Poder Judiciário para a contenção de gastos já que evitará fraudes e evasão fiscal. A economia inicial será de R$ 1,6 milhões, já que o TJMG não vai gastar tais valores com a confecção de selos físicos, afirmou Morais.

Até 1º de setembro

O projeto piloto de implantação do selo de fiscalização eletrônica para atos de reconhecimento de firma e autenticação será implantado inicialmente a partir de 1º de setembro nos 1º, 2º, 3º e 8º Tabelionato de Notas da comarca de Belo Horizonte; no Ofício do Registro Civil com Atribuição Notarial de Venda Nova (BH); 1º Tabelionato de Contagem; 3º Tabelionato de Juiz de Fora; 2º Tabelionato de Montes Claros; 2º Tabelionato de Varginha; 3º Tabelionato de Conselheiro Lafaiete; 2º Tabelionato de Nova Serrana e 1º Tabelionato de Jacutinga.

O sistema terá a funcionalidade de QR CODE para que o usuário possa atestar a validade do ato e de seu conteúdo.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO