Vítima de agressão em Timóteo, mulher precisa de doações

Os interessados em fazer doações de fraldas geriátricas, podem entrar em contato pelo número de telefone (31) 98686-9085 ou (31) 98734-1428

Álbum pessoal


Maria da Penha está internada no Hospital Vital Brazil/São Camilo e necessita de doações de fraldas geriátricas

Suspeita de ser agredida pelo próprio filho, a timoteense Maria da Penha Silva, de 59 anos, aguarda há um mês para ser transferida para o Hospital Márcio Cunha (HMC), em Ipatinga, onde terá condições de ser operada.

Conforme a filha da vítima, Maricilia do Carmo Silva, de 25 anos, sua mãe está internada no Hospital Vital Brazil/São Camilo (HMVB), em Timóteo, e seu estado de saúde é instável e ela precisa ser operada o quanto antes. “Ela está acordada, mas não consegue falar, nem se mexer direito. Já foi feita uma cirurgia no seu braço, mas sua coluna, que está quebrada, e sua face, que está muito danificada, ainda precisam ser operadas, e o hospital mais próximo que pode fazer isso é o HMC, em Ipatinga, mas até hoje não surgiu vaga lá pelo Sistema Único de Saúde (SUS)”, informou.
Segundo a mantenedora do HMVB, Sociedade Beneficente São Camilo, Maria da Penha está cadastrada no SUS FÁCIL para tratamento de alta complexidade em neurocirurgia e não está mais na UTI, porém requer cuidados especiais.

Doações
A amiga da família, Yasmin Batista, de 24 anos, informou que os parentes de Maria da Penha são muito carentes e não têm condições financeiras para ajudá-la, por causa disso, ela organiza uma campanha com o intuito de dar apoio à vítima da agressão. “Ela precisa muito de fraldas geriátricas. Então quem puder doar, será muito bom. Desde que ela está internada, amigos, vizinhos e familiares estão buscando várias formas de ajudá-la, para que possa ser transferida o mais rápido possível para o HMC”, ressaltou.

Os interessados em fazer doações de fraldas geriátricas, podem entrar em contato pelo número de telefone (31) 98686-9085 ou (31) 98734-1428.

Superlotação
Procurada pelo Diário do Aço, a assessoria de Comunicação da Fundação São Francisco Xavier (FSFX), responsável pelo HMC, informou, por meio de nota, que “nos últimos dias, a unidade está com superlotação com a taxa de ocupação superior a 100%, e que a paciente em questão não foi transferida por falta de leito em UTI”.

Entenda
No 21 de julho deste ano, a Polícia Militar prendeu o jovem suspeito de ser o autor de uma violenta agressão contra a própria mãe, Maria da Penha Silva, de 59 anos, no distrito de Cachoeira do Vale, em Timóteo.

A vítima foi encontrada inconsciente no quintal de sua casa, na rua Felicíssimo Farias, no bairro Ana Moura. Ela deu entrada no Hospital Vital Brazil/São Camilo no dia 20 de julho com traumatismo cranioencefálico grave, lesão de cervical e múltiplas fraturas em face, além de fratura exposta de membros superiores esquerdo. A suspeita é que a mulher foi agredida a golpes de enxada pelo filho, M.S.C, que fugiu do local em uma bicicleta.

Os familiares informaram que o autor suspeito das agressões é usuário de crack e que essa não foi a primeira vez que ele agrediu fisicamente a mãe. Os familiares informaram que, por causa do vício, o jovem já tinha ameaçado a mãe, exigindo dinheiro para comprar drogas.

No hospital Vital Brazil, para onde a vítima foi levada em uma viatura do Corpo de Bombeiros Militar, a informação da equipe médica é que a mulher deu entrada com fratura exposta no antebraço esquerdo, fraturas diversas na face, fratura da coluna – na altura da vértebra cervical, traumatismo craniano e no momento estava no quadro de entubação endotraquial, inconsciente.


Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Solidario 26 de Agosto, 2019 | 10:00
Bom dia!Parabéns ao diário do Aço pela brilhante matéria. Vamos abraçar está causa Sociedade Vale do Aço, apesar do HMC está fazendo maior esforço, não podemos depender só do HMM,Que possa aparecer alguém que desperta de dentro do peito o interesse em ajudar a transferência, em BH TEMOS excelentes Hospitais em traumatologia ,assim temos que acordar quando colocamos alguém p nos representar.Politica está chegando.
Vale Verde 26 de Agosto, 2019 | 07:43
Parabéns ao diário do aço pela brilhante matéria.So assim podemos chegar em alguém enviado por Deus que possa usar de misericórdia e providenciar a transferência desta Senhora nem que seja p outro hospital de traumatologia ,e que não ficamos dependendo somente do HMC por mais que tem se esforçado. E que assim possamos saber melhor escolher quem nos representa.
Nágela Cristina 25 de Agosto, 2019 | 23:56
Esperamos agora que as autoridades competentes façam algo em prol dessa mulher , que além do sofrimento de ter sido agredida pelo próprio filho , tenha que está sofrendo em um leito de hospital a mais de um mês , esperando a boa vontade de um Sistema de Saúde ineficiênte do nosso país .
Parabéns pela divulgação!
Darcilene 25 de Agosto, 2019 | 23:02
" PARABÉNS DIÁRIO DO AÇO PELA MATÉRIA.""
Anonimo 25 de Agosto, 2019 | 18:00
essa vitima nao veio a obito,uma semana depois da agressao??
Márcio Moreira 25 de Agosto, 2019 | 11:58
PARABÉNS AO DIÁRIO DO AÇO PELA DIVULGAÇÃO !!!
Márcio Moreira 25 de Agosto, 2019 | 11:58
PARABÉNS AO DIÁRIO DO AÇO PELA DIVULGAÇÃO !!!

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO