Estudo projeta que Metas do Plano Nacional de Educação (PNE) só serão atingidas em 2037

Projeção foi feita pela Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior (Abmes)

Divulgação


O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística estima que, em 2024, a população brasileira na faixa etária acima será de mais de 22,1 milhões

Uma das metas do Plano Nacional de Educação (PNE) assumidas em 2014 é expandir o ensino superior para que, até 2024, um terço dos jovens de 18 a 24 anos estejam matriculados em algum curso de graduação. Entretanto, um estudo da Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior (Abmes), em parceria com a empresa Educa Insights, analisou o período entre 2015 e 2017 e projeta que essa meta só será atingida em 2037.

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística estima que, em 2024, a população brasileira na faixa etária acima será de mais de 22,1 milhões. Atingir a meta do PNE significa ter 33% desses jovens, ou seja, 7,3 milhões de pessoas matriculadas em um curso no ensino superior.

Em 2017, segundo o Censo da Educação Superior do Inep, 4,2 milhões de jovens entre 18 e 24 anos estavam na universidade - 18%. E a análise calculou que no período de três anos, a taxa média anual de crescimento foi de apenas 1%. Por isso, nesse ritmo, o Brasil só atingiria os 7,3 milhões em 18 anos.

Bolsas de estudo

Uma forma de alavancar o número de matrículas no ensino superior e, consequentemente, melhorar o cenário da educação no país é facilitar o ingresso na rede de ensino privada. E para aumentar as chances de investir em uma graduação, muitos brasileiros já contam com bolsas de estudo ofertadas pelo Educa Mais Brasil. O programa possui 15 anos de atuação no mercado e já beneficiou mais de um milhão de estudantes. Acessando o site do programa você confere todas as oportunidades disponíveis na sua região. Os descontos podem chegar a 70%.

*matéria com informações do G1

Fonte - Bárbara Maria
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO