Segue o Musica Brasilis no CCU

Exposição interativa conta história dos cinco séculos de música brasileira

ACS CCU


Rosana Lanzelotte estará em Ipatinga no dia 24 de agosto
A exposição interativa Musica Brasilis amplia o acesso à história da música brasileira, com recursos que permitem a inclusão de visitantes com deficiência auditiva e visual.

Com entrada gratuita e em exibição na Galeria Hideo Kobayashi, no Centro Cultural Usiminas, em Ipatinga, até o dia 31 de agosto, a exposição é realizada pelo Instituto Musica Brasilis (Rio de Janeiro), com patrocínio da Usiminas (Lei Federal de Incentivo à Cultura e Lei Estadual de Incentivo à Cultura).

A mostra apresenta os instrumentos dos índios tupinambás, passa pelos dos escravos africanos e chega aos de origem europeia de diversas épocas, até os dias de hoje.

Desde 2018, as atividades do Instituto Usiminas ganharam acessibilidade, com tradução em Libras nas atrações educativas. A diretora do Instituto Usiminas, Penélope Portugal, informa que a procura de surdos e cegos pela programação cultural aumentou.

“A cada visita de pessoas com deficiência ficamos felizes em ampliar o acesso à cultura e oferecer a todo o público, independente da condição, experiências que só a arte pode proporcionar. Um exemplo é a exposição Musica Brasilis, que toca público de várias maneiras por meio da história da música brasileira”, salienta Penélope.

ACS CCU


Com apoio da intérprete de Libras, surdos interagem com a mostra
Música para surdos
Com o apoio de uma caixa subgrave, adaptada em um tablado pela equipe da Ação Educativa do Instituto Usiminas, os surdos que visitam a exposição sentem as vibrações dos sons dos instrumentos musicais e dos principais sucessos da música brasileira.

O roteiro da visita conta com o apoio de intérprete de Libras e monitores, criando momentos de diálogo e inserção das obras em contextos possíveis, dando acessibilidade para que o público conheça e reflita sobre arte.

Deficiente auditiva desde o nascimento, Ana Paula da Silva, aluna do 2º ano do Ensino Médio da Escola Estadual João XXIII, dançou e batucou ao sentir as vibrações dos instrumentos ao visitar a exposição na manhã da quinta-feira (8). “Foi a primeira vez eu vivi isso. Eu senti vibrações tão fortes que dancei muito. Foi maravilhoso”, contou a estudante.

Para Natalia Gonçalves, professora de Educação Especial da Escola Estadual João XXIII e intérprete de Libras, o acesso a um conteúdo tão rico como o da Exposição Musica Brasilis foi uma das melhores experiências que seus alunos vivenciaram.

“Um novo mundo foi apresentando a eles. Os surdos, assim como outras pessoas com deficiência, precisam de projetos assim para ultrapassar as barreiras do acesso ao conhecimento e da cultura”, disse.

ACS CCU


Visitas monitoradas podem ser agendadas na Ação Educativa
Musica Brasilis
A primeira linha interativa da exposição mostra momentos emblemáticos e os músicos através de exemplos dos seus repertórios.

Por meio de instrumentos musicais, vídeos e instalações interativas que ilustram os cinco séculos de música brasileira, com ênfase na criação mineira, a exposição se baseia nos conteúdos reunidos ao longo de mais de 10 anos para o portal Música Brasilis: http://musicabrasilis.org.br/.

Arte em família
Cravista e doutora em informática, Rosana Lanzelotte estará em Ipatinga dia 24 de agosto, no Centro Cultural Usiminas, para uma tarde de conversa no Arte em Família, da Ação Educativa do Instituto Usiminas. A musicista fará uma visita guiada, detalhando a pesquisa que originou a exposição. Agendamentos podem ser feitos pelo telefone (31) 3824-3731.

SERVIÇO:
Exposição Música Brasilis
Até 31 de agosto de 2019
Galeria Hideo Kobayashi - Centro Cultural Usiminas

Aberto à visitação de terça-feira a sábado, das 10 às 21h, e aos domingos, das 10 às 18h. Informações e agendamento escolar: (31) 3824-3731 e 3822-2215. Para professores: http://musicabrasilis.org.br/exposicao/caderno-mediacao. Entrada gratuita – Classificação: Livre para todos os públicos.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO