Ipatinguense tem aproveitamento de 91,5% no Toefl, teste internacional de inglês

Em Ipatinga, o estudante Davi de Carvalho Arantes, de 15 anos, morador do bairro Parque das Águas, contou ao Diário do Aço que obteve uma nota de destaque no Toefl, considerada acima da média

Tiago Araújo


Davi De Carvalho Arantes fez 617 pontos no Toefl

Para avaliar a capacidade de compreender o idioma inglês, no nível universitário, é aplicado o TOEFL (Test of English as a Foreign Language - ou Teste de Inglês como uma Língua Estrangeira) em centros de aplicação autorizados em todo o mundo. As questões abordam habilidades de leitura, compreensão, assim como produção oral e escrita. Universidades americanas e canadenses, além de outros países, costumam utilizar a nota do TOEFL para aprovação de alunos estrangeiros, incluindo os do Brasil.

Em Ipatinga, o estudante Davi de Carvalho Arantes, de 15 anos, morador do bairro Parque das Águas, contou ao Diário do Aço que obteve no TOEFL uma nota de destaque, considerada acima da média. Ele teve um aproveitamento de 91,5% e fez 617 pontos nessa prova internacional de proficiência de língua inglesa. “Fiquei muito surpreso com esse resultado. Não achava que iria tirar essa nota. Mas não achei a prova tão difícil, e sim, cansativa, com 140 perguntas. No entanto, fui o segundo a sair da sala. Terminei com duas horas, aproximadamente”, revelou.

Conforme Davi, ele começou a estudar inglês, fazendo aula particular, aos sete anos de idade, e até hoje busca praticar o idioma estrangeiro. Mesmo com síndrome de Asperger, um transtorno neurobiológico que afeta a forma de interagir com outras pessoas, Davi sempre treinou a comunicação em inglês. “No início, eu tive dificuldade, mas com o tempo, fui melhorando. Agora, já consigo ler e falar em inglês. Além de fazer o curso, costumo assistir vídeos nesse mesmo idioma e converso com pessoas de outros países, pelas mídias sociais, em inglês. Isso tudo me ajuda muito”, afirmou.

Oportunidades
Segundo o ipatinguense, após essa nota obtida no TOEFL, ele pretende utilizá-la em algum intercâmbio ou em outra oportunidade. “Tenho muita vontade de viajar para outros países que utilizem o idioma inglês e, até mesmo, de morar fora do Brasil. Acredito que essa nota me abrirá algumas portas. Agora pretendo começar a estudar japonês”, disse.

Orgulho
Para o professor de inglês de Davi, Assis Miranda Teixeira, foi um momento de muito orgulho quando descobriu o resultado do seu aluno. “Davi sempre se destacou em sala de aula. É um aluno dedicado e participativo, que tira boas notas e ganha elogios daqueles que o cercam. Nunca vi uma nota tão alta como essa aqui na escola Globish English. A média costuma ser 80%. Então posso dizer que nesse ano, a maior média, em Ipatinga, foi a do Davi, que tirou 91,5%”, pontuou.

(Repórter - Tiago Araújo)
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Tigrão Perigoso 15 de Agosto, 2019 | 11:00
Tem certeza que se chama Davi?
Leoncio Simoes 12 de Agosto, 2019 | 07:43
Parabens rapaz o ingles e o idioma mais falado no mundo.

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO