AAPI inaugura subsede em Coronel Fabriciano

Nova unidade está localizada na rua José Vivi, no bairro Professores

Wôlmer Ezequiel


Subsede fica localizada na rua José Vivi, num bairro próximo ao centro da cidade

Em evento concorrido e com a presença de diversas lideranças na manhã desta quarta-feira (7), a Associação dos Aposentados e Pensionistas de Ipatinga (AAPI), por meio de sua diretoria, inaugurou uma subsede em Coronel Fabriciano. O evento abre as comemorações dos 39 anos de história da AAPI, que serão encerradas na semana do aposentado, no mês de setembro. Situada na rua José Vivi, no bairro Professores, esta é a quinta unidade de saúde da entidade, que tem na cidade 3.200 associados e 30 mil no total, conforme informou o presidente, Elias Caetano Ferreira.

Ele observa que a inauguração da unidade foi um compromisso assumido em 2016 e que irá beneficiar as pessoas que antes precisavam ir até Ipatinga. “Muitos deixam de consultar por não poder ir até lá. Temos uma ligação grande com Fabriciano e entendemos essa subsede como de grande importância. Sabemos que existe um caos na saúde, no Vale do Aço e nas diversas cidades em que temos associados, aproximadamente 60 cidades. Aqui é um projeto piloto, alcançando o sucesso, vamos para Caratinga. Queremos estar mais perto do associado, onde não pudermos construir unidades, vamos fazer parcerias com clínicas”, assegurou o presidente.

Serviços
Elias Caetano acrescenta que a AAPI não está resumida a consultas, pois tem um leque de produtos e serviços, como lazer, entretenimento, assistencialismo, entre outros itens que atendem ao associado. “E por apenas R$ 58, eu convido toda a sociedade para se associar também, para ficar livre dessa dependência de postos de saúde, onde não tem médico, não tem nada, e participar desse complexo de saúde que é a AAPI. Agora temos o associado premium, para quem tem a partir de 18 anos. Está disponibilizado não só saúde, são diversos convênios e diversas parcerias”, reforçou.

Wôlmer Ezequiel


Presidente Elias Caetano recebeu diretoria, associados, lideranças e imprensa para inauguração da subsede

Estrutura
O presidente informou que na obra foram investidos R$ 460 mil, o que somado ao valor gasto com o lote onde foi construída a subsede, somam-se R$ 1,3 milhão. Todos os serviços que são prestados em Ipatinga serão ofertados em Fabriciano. “Aqui terá coleta de sangue, distribuição de fralda e muito mais. A expectativa é de 2 mil consultas por mês, elevando a capacidade de atendimento para 14 mil consultas médicas em toda a rede, além de pelo menos 12 mil exames laboratoriais. Conversamos com a Thatiane (Thatiane Olivier Ticom, superintendente do HMC), que representa o Márcio Cunha e estamos fechando parceria para que as pessoas que estão entrando tenham acesso ao hospital, porque quem já é associado já usufrui. Vamos trabalhar agora em relação à internação, claro que tem custo adicional, mas vamos trabalhar isso em assembleia e ver essa proposta”, disse Elias Caetano.

Solenidade
Diversas autoridades estiveram no local, como o prefeito de Ipatinga, Nardyello Rocha, o presidente da Associação Comercial, Industrial, Agropecuária e de Prestação de Serviços de Ipatinga (Aciapi), Cláudio Zambaldi, o gerente geral da Usipa, Sérgio Fassheber, secretários, vereadores, dentre outros. Nardyello disse ser grato por tudo o que a associação faz e que reflete na vida da população.

Wôlmer Ezequiel


O prefeito de Ipatinga, Nardyello Rocha, parabenizou Elias e demais diretores pela inauguração

“A AAPI não cuida só de quem está doente, mas de quem está saudável, porque tem o esporte e participa da qualidade de vida dos associados. Para mim não é surpresa inaugurar essa subsede, porque conheço seu dinamismo, Elias, e da austeridade de sua diretoria. As cidades de Minas estão sucateadas pelo governo do estado. O governo passado fez uma dívida de R$ 137 milhões com Ipatinga e R$ 80 milhões só na saúde. Como ainda estamos de pé? Porque temos um Deus operando e mais, se não fosse o trabalho da associação, talvez estaríamos pior. Na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) tenho pacientes internados, às vezes 60, e eu nem posso internar ninguém lá. Vamos continuar investindo na saúde e agradecemos por ter parceiros como a associação”, parabenizou.

O secretário Municipal de Saúde de Coronel Fabriciano, Ricardo Cacau Melo, avaliou como positiva a inauguração da subsede. “A AAPI vem somar com a saúde pública de Fabriciano, que deixa de ser gestão básica de saúde para ser gestão plena. O que o município ganha com isso? Ganha credenciamento de prestador de serviço, dentro do território de Coronel Fabriciano. Como a AAPI acreditou na gestão e abriu sua subsede na cidade, será mais um prestador de serviço que, caso queira credenciar o serviço aqui prestado, como especialidades médicas, reabilitação e laboratório de análise, eles poderão credenciar ao serviço público e dará o direito do município direcionar consultas especializadas, reabilitações e análises clinicas. Então, a associação vem somar para a amplitude da saúde de Fabriciano”, destacou o secretário.

O membro do Conselho de Administração da Usiminas, Luiz Carlos Miranda, lembrou que quando surgiu a ideia de fundar a associação dos aposentados, ainda era um projeto, mas hoje, é um modelo bem sucedido. “Estamos contentes em ver a AAPI ser referência nacional, o segredo disso é o que aprendemos dentro da Usiminas: dedicação, respeito e disciplina. Esses princípios básicos são aplicados por esses pioneiros e homens de bem, que estão à frente da associação. Digo sempre que é um bem não só pra nós como aposentados e cidadãos, mas para as prefeituras. A associação tem substituído, muitas vezes, o papel das prefeituras na parte social, de saúde e de cuidar das pessoas. Um país com dificuldades como o nosso, em que temos a associação para auxiliar e ver que faço parte dessa caminhada, é motivo de muito orgulho”, salientou.


AAPI inaugura subsede em Coronel Fabriciano

Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

MAIS FOTOS

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO