Governo abre inscrições para capacitação no Programa Identidade Jovem

Curso é voltado para servidores estaduais e municipais, além de entidades da sociedade civil que atuam com o público jovem

A Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese), por meio da Subsecretaria de Direitos Humanos, realiza no dia 14 de agosto, às 9h, capacitação sobre o Programa Identidade Jovem (ID Jovem), na modalidade semipresencial, em toda a rede da Universidade Aberta Integrada (Uaitec) de Minas Gerais.

As inscrições estão abertas e os interessados devem acessar o link , selecionar a opção "Capacitação do Programa Identidade Jovem - ID Jovem" e digitar o código SEDPAC466.

O curso, que é aberto para participação de todos, é voltado principalmente para os servidores estaduais e municipais, além de entidades da sociedade civil que atuam com o público jovem.

A formação acontece em um único dia, dentro da Semana Estadual de Juventude, realizada de 12 a 18 de agosto e instituída pela Lei 22.413/16. A duração é de três horas e serão abordados temas como “O que é o ID Jovem”, “Quais são os benefícios do Programa”, “Como proceder em caso de recusa da ID”, entre outros.

Realizada pela Coordenadoria de Políticas para a Juventude, a capacitação busca ampliar a adesão ao documento e sensibilizar quanto à temática Juventude. A certificação está condicionada à inscrição.

ID Jovem

O ID Jovem é um documento que instrumentaliza o disposto no Decreto 8.537/2015, que concede meia-entrada para acesso a eventos artísticos-culturais e esportivos, além de vagas em veículos de transporte coletivo interestadual, para jovens de 15 a 29 anos com renda familiar de até dois salários mínimos.

Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO