Bloco de Moda

Wagner Penna e as novidades sempre instigantes do mundo fashion

Divulgação/Agência Fotosite


Upcycling: Vicente Perrota e Re-Roupa na Casa dos Criadores
CASA DE CRIADORES
A mais recente edição do movimento Casa de Criadores, que mostra trabalhos de jovens criadores, voltou ao tema do reuso de materiais na moda. O assunto tornou-se recorrente desde que os protestos contra o aquecimento global e também criticando a cultura do consumo excessivo assumiram um status de conscientização planetária.

Basta dizer que as vendas de roupas usadas, também conhecidas como ‘roupa de brechó’, alcançaram a cifra de 25 bilhões de dólares em todo o planeta em um ano.

A desconstrução dessas peças para se transformar em algo novo ou mesmo o uso de sobras eou renovação de uma peça (com um bordado, uma aplicação etc) leva o nome de ‘upcycling’, ou ‘recycling’.

O que a Casa de Criadores propôs foi usar esse conceito, cada vez mais amplo, para estimular seus participantes a pensar algo criativo, bonito e até mesmo usável com essa nova pegada fashion.

O resultado foi além do esperado e acabou até ressaltando nomes que poderão se destacar dentro desse nicho, como é o caso do André Carvalhal.

////

Divulgação


Modelitos de inverno da Lume e da Apoá
FRIO COM ESTILO
A estação invernal chega ao seu ponto máximo com as temperaturas baixando ao ponto mínimo, e as roupas aconchegantes deixam a longa espera nos armários para dar umas voltinhas em clima de brumas e geadas.

Mesmo onde o frio é mais ameno, a moda manda mais e mostra novidades. Nos lançamentos para o inverno 2019, as marcas mineiras apostaram num visual mais leve propondo sobreposições para manter o conforto morno e envolvente de couros fake, camurcinha, lãs e flanelados (que voltaram ao mercado com toque soft).

Nas estampas e texturas, muito xadrez, aspecto de pele animal (onças, zebras e cobras), jacquard etc. As jaquetas em matelassê servem como reforço, mas os casacos longos e pesados garantem proteção total.

Nas variações radicais anunciadas pela meteorologia, vale a pena se prevenir com um ‘body’ em segunda pele ou malha de lã, num escudo de proteção fashion indispensável para as regiões mais frias. No mais, uma xícara de chocolate quente vai muito bem.

////

Divulgação


Alguns dos instigantes modelitos de Armani
ARMANI 85
Um dos mais importantes e populares estilistas do mundo, o italiano Giorgio Armani completou 85 anos no início de julho. O fato se reveste de um diferencial bacana, pois ele continua à frente da sua marca, tanto na criação, quanto na administração.

Com esse potencial se desdobrando em vários segmentos (além das roupas, ele tem hotéis, perfumes e até um museu), ele acabou sendo também um dos ‘fashion designers’ mais ricos do mundo.

Ele chegou a fazer curso de Medicina nos anos 1950, mas deixou para trabalhar como vitrinista da loja Rinascenti (que ainda existe ao lado do Duomo, em Milão) e depois como assistente do estilista Cerutti. A partir dos anos 1970, abriu sua própria marca, ao lado de um amigo e administrador que faleceu nos anos 1980.

Ao tornar-se o queridinho de Hollywood - o estouro foi com o filme ‘Gigolô Americano’, onde Richard Gere vestia Armani do principio ao filme - ele também ganhou o mundo. E revolucionou a moda masculina, tornando-a mais leve, livre e solta.

Com a nova idade, Armani entra na exclusiva galeria dos estilistas que continuaram a trabalhar após os 80 anos, caso do Karl Lagerfeld (que morreu em março) e de Pierre Cardin (ainda à frente da sua marca, aos 90 anos). Moda também é uma paixão pela vida!
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO