Obras do viaduto sobre a avenida Magalhães Pinto têm início

O viaduto, que foi construído na década de 60, tem 3,6 metros de altura e está com a estrutura em risco devido aos veículos de grande porte que acabam “entalando” na estrutura

Divulgação


Inicialmente será realizada uma conexão entre as alças do viaduto formando uma grande rotatória

A administração de Coronel Fabriciano, por meio do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), iniciou nesta sexta-feira (19) as intervenções para desvio de trânsito antes da interdição do viaduto da avenida Tancredo Neves, localizado sobre a avenida Magalhães Pinto. O objetivo é viabilizar uma obra de reforço estrutural do viaduto. Inicialmente será realizada uma conexão entre as alças do viaduto formando uma grande rotatória, informou o governo municipal.

O viaduto, que foi construído na década de 60, tem 3,6 metros de altura e está com a estrutura em risco devido aos veículos de grande porte que acabam “entalando” na estrutura. Hoje, a norma exigida pelo Dnit é que essa altura seja de no mínimo 4,5 metros.

“Essa é uma reivindicação antiga da população que vai garantir mais segurança para quem trafega pelo trecho,” explica a Gerente de Mobilidade Urbana e Transporte, Graziella Pereira.

Mudanças no trânsito
Atrelada à obra do viaduto, a Secretaria de Governança de Obras e Serviços Urbanos, juntamente com a Gerência de Mobilidade Urbana e Transporte, está realizando uma série de intervenções que vão ocorrer nos principais trechos: O primeiro será na ligação do centro da cidade ao Melo Viana, entre a rua São Sebastião, cruzando a Tancredo Neves, sentido à rua José Simeão - próxima à Feira Livre; o segundo será na avenida Julita Pires à avenida Tancredo Neves.

Segundo Graziella Pereira, as alterações estão sendo feitas em tempo hábil, pois como o trecho do viaduto ficará interditado por algum tempo, o trânsito sofrerá menos congestionamento e os motoristas terão alternativas de acesso.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO