Três presos depois de furto em casa de idosa no Ideal

Parente de vizinha furtou dinheiro e outros objetos encontrados com receptador e traficante de drogas

Divulgação Polícia Militar


Os objetos apreendidos depois da localização dos envolvidos na ocorrência em Ipatinga
Atualizado às 16h54
O furto de dólares, reais e ainda outros objetos na casa de uma idosa de 61 anos levou três pessoas para a delegacia de Polícia Civil na noite desta quinta-feira (18). O crime ocorreu na rua Dilermando Reis, no bairro Ideal, em Ipatinga, e resultou na prisão do autor do delito, um parente da vizinha da vítima, além do comprador do dinheiro estadunidense e ainda de um envolvido com drogas.

A aposentada M.J.D.M., de 61 anos, contou para a PM que há alguns dias vem sumindo objetos em sua casa. Entre os objetos furtados, joias, relógios, telefone celular, R$ 380 e 2 mil dólares norte-americanos. Ela notou marcas de pés no muro, possivelmente por onde o gatuno passou para invadir e furtar na residência da idosa.

Os policiais conversaram com a vizinha da vítima e foram informados que um jovem, parente desta moradora, frequenta a casa dela. Este rapaz D.R.A.S., de 23 anos, tem passagens pela polícia quando adolescente e sabe da rotina da aposentada, contudo ele estava “sumido” nos últimos dias, logo depois da descoberta do crime.

Uma equipe da PM conseguiu localizar D.R., que depois de negar qualquer envolvimento no crime, confessou a autoria dos furtos. Os dólares foram vendidos para um comerciante, no Centro de Ipatinga, por R$ 1 mil, e o celular entregue para quitar R$ 900 de drogas junto a um traficante.

C.M.B.L., de 19 anos, foi localizado em um bar no bairro Iguaçu e negou ter recebido o celular de D., mas acabou confessando que pegou o telefone na quitação de uma dívida de R$ 200 e já teria repassado para outra pessoa. Os militares desconfiaram indo até a casa do suspeito na rua Narciso, no bairro Esperança, mas antes ele tentou levar os PMs para o bairro Planalto, alegando que morava com a mãe dele.

Os moradores, que não quiseram se identificar, informaram aos policiais que a casa de C. é um ponto de tráfico de drogas ilícitas. O celular furtado foi encontrado em uma gaveta na cozinha, além de porções de drogas e material usado para embalar entorpecentes. Uma máquina de cartão de crédito, aparelhos de TV e outros objetos suspeitos de serem para o tráfico estavam na residência, situação negada por C., que alegou ser apenas usuário de drogas.

Comerciante preso por receptação

Enquanto os policiais estavam vasculhando a casa de C., outra equipe abordava o comerciante E.O.C., de 46 anos, em uma loja de comércio de ouro no Centro de Ipatinga. Ele alegou que comprou apenas 1 mil dólares por R$ 1 mil e ao tomar conhecimento da situação, o comerciante ressarciu a vítima em R$ 3.825 (cerca de mil dólares).

Ainda com o comerciante, preso por receptação, foram apreendidos ainda 61 dólares. C. foi preso por tráfico de entorpecentes e D. pelo crime de furto. Os objetos foram aprendidos e entregues no plantão da 1ª Delegacia Regional de Ipatinga juntamente com os conduzidos na ocorrência, encerrada pela PM no fim da noite desta quinta-feira.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO