Rodoviários de Timóteo encerram estado de greve em assembleia

O presidente do Sinttrocel, Marlúcio Negro da Silva, informou ao Diário do Aço que, na assembleia, os trabalhadores conheceram as propostas apresentadas pela empresa que, em seguida, foram aprovadas

Wôlmer Ezequiel


Marlúcio Negro informou que a proposta de reajuste salarial de 4% foi aprovada pelos trabalhadores

Após meses de negociações sobre o reajuste salarial, foi finalizado o acordo entre os rodoviários de Timóteo e a Autotrans, empresa de transporte de passageiros no município. Com isso, foi encerrado o estado de greve. Essa decisão foi tomada em assembleia, realizada em dois turnos, no Sindicato dos Trabalhadores em Transportes do Vale do Aço (Sinttrocel), na sexta-feira (12).

O presidente do Sinttrocel, Marlúcio Negro da Silva, informou ao Diário do Aço que, na assembleia, os trabalhadores conheceram as propostas apresentadas pela empresa que, em seguida, foram aprovadas. “Conseguimos finalizar a negociação com a Autotrans para os trabalhadores de Timóteo. O Sinttrocel realizou duas rodadas de assembleia na sexta-feira, uma na parte da manhã e outra à tarde. Foi uma oportunidade para o sindicato informar aos trabalhadores acerca da conquista que foi obtida, sendo que a empresa queria reajustar o salário dos trabalhadores em Timóteo só depois que a passagem fosse aumentada no município”, afirmou.

Acordo
Marlúcio Negro da Silva também ressaltou que, na terça-feira (9), foi realizada uma reunião com os representantes da Autotrans em Belo Horizonte, onde o Sinttrocel fechou o acordo com a empresa. “Ficou combinado que será pago o salário de julho com o reajuste de 4%. O adiantamento que irá sair na segunda-feira (15) também já vai ser reajustado com o mesmo índice percentual. E o tíquete de alimentação será pago no mês de julho com aumento de 4%. Também vai ser pago um abono especial no dia 30, além de outros valores retroativos”, detalhou.

Estado de greve
Após os valores combinados com a empresa e a aprovação da proposta em assembleia, o presidente do Sinttrocel anunciou que o estado de greve dos rodoviários de Timóteo está encerrado. “Por meio do apoio dos trabalhadores, o sindicato obteve essa conquista. Após quatro meses de muitas reuniões e atos de greves, conseguimos fechar o acordo coletivo igual para os rodoviários de Timóteo com o que foi negociado para Ipatinga e Coronel Fabriciano, onde houve o reajuste tarifário. Diante disso, está suspenso qualquer motivo de greve por enquanto e, no dia 30, a gente aguarda que a empresa cumpra o que foi combinado”, pontuou Marlúcio.

Audiência
Conforme já publicado pelo Diário do Aço, no dia 5 desse mês também foi realizada uma audiência, na sede do Ministério Público do Trabalho (MPT), em Coronel Fabriciano, que tratou do reajuste salarial dos rodoviários de Timóteo. Participaram da audiência representantes do Sinttrocel, da administração de Timóteo, da empresa Autotrans e do MPT. Esse encontro contribuiu para o avanço nas negociações, que já se arrastava há meses.

Reajuste tarifário
Nessa audiência em Coronel Fabriciano, ficou acertado que o governo de Timóteo realizará uma audiência pública para discutir o reajuste tarifário e instituirá uma comissão interna para isso. A administração também suspenderá a cobrança do Custo de Gerenciamento Operacional (CGO) para viabilizar o reajuste salarial aos trabalhadores. Além disso, ficou decidido que a administração de Timóteo promoverá licitação específica para o estudo tarifário.

(Tiago Araújo)
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

José Luiz 14 de Julho, 2019 | 13:35
Vira e mexe a mesma reclamação.
Invés de reclamar no sentido de acabar e diminuir imposto fazem greve, com uma reforma tributária, preferem prejudicar a comunidade, pensando no seu próprio umbigo.
O povinho viu.

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO