Em encontro com secretária, parlamentar defende pautas para a Educação

Atualmente, com um total de 74 escolas, apenas 20 contam com a modalidade de ensino integral

Divulgação


Celinho Sinttrocel reuniu-se com a secretária de Estado de Educação de Minas Gerais, Júlia Sant?Anna

O deputado estadual Celinho Sinttrocel (PCdoB) reuniu-se nesta semana com a secretária de Estado de Educação de Minas Gerais, Júlia Sant’Anna, para tratar sobre assuntos referentes à Educação, incluindo o projeto de ampliação de vagas na Escola de Tempo Integral.

Com uma lista das escolas contempladas para a ampliação a partir do segundo semestre deste ano, o deputado solicitou mais vagas para a educação integral na Região Metropolitana do Vale do Aço e do Colar Metropolitano. Atualmente, com um total de 74 escolas, apenas 20 contam com a modalidade de ensino integral.

Júlia Sant´Anna afirmou que no primeiro semestre foram criadas 30 mil vagas, em 500 escolas. Com a ampliação prevista para este ano, a rede estadual chegará ao fim de 2019 com 64 mil vagas para o ensino integral, em 1.395 escolas, de 533 municípios.

No segundo semestre, serão abertas 34 mil vagas – 9 mil vagas a mais que o acordado entre o Governo do Estado e a Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), que previa abertura de 25 mil vagas em agosto próximo.

Escolas
Celinho recebeu da secretária a confirmação que parte de seus pleitos de ampliação de vagas para o Ensino Integral serão atendidos ainda no segundo semestre. Serão indicadas, segundo o parlamentar, a E.E. Felisberto de Britto, em Antônio Dias; a E.E. Maria Izabel Moreira Pinto, em Braúnas, a E.E Caetano Dias, em Mesquita e a E.E. Antônio Luiz, em Santana do Paraíso.

Em Coronel Fabriciano, serão atendidas as escolas estaduais Doutor Querubino, Intendente Câmara, Professora Celina Machado e Coronel Silvino Pereira.

De Ipatinga, serão contempladas as escolas Laura Xavier Santana, Professora Maria Antonieta, Haydée Maria Imaculada Schittini, Dona Caetana América Menezes, Wilson Alvarenga, Manoela Soares Bicalho e E.E. Sônia Maria Silva Gomes.

Em Timóteo, São Sebastião, Capitão Egídio Lima, Professora Hilda de Araújo Osório Zauza, Leôncio de Araújo e João Cotta de Figueiredo Barcelos.

Recuperação física das escolas
Outro ponto abordado no encontro foi a necessidade de incluir a Região no “Programa de Revitalização de Escolas Estaduais de Minas Gerais – Mãos à obra na escola”, criado para recuperar as instalações das unidades escolares.

O Governo do Estado anunciou, em maio, investimentos na ordem de R$ 21 milhões para intervenções em 132 escolas de 92 municípios de várias regiões. Porém, a Região Metropolitana e o Colar não foram contemplados adequadamente e à altura das demandas regionais, apontou o deputado.

Celinho intercedeu pela recuperação das seguintes escolas: Albertino Ferreira Drumond e Joaquin Eliziário da Silva, de Santana do Paraíso e Professor Lettro, de Antônio Dias. De Coronel Fabriciano, Celinho indicou Alberto Giovannini, Padre José Maria De Man e Professora Celina Machado. De Ipatinga, Doutor Ovídio De Andrade, Engenheiro Márcio Aguiar Da Cunha, Maurílio Albanese Novaes e Almirante Toyoda. E de Timóteo a E.E. Capitão Egídio Lima.

A Secretária confirmou que as escolas estaduais Padre Deolindo Coelho e Dr. Querubino, de Coronel Fabriciano, João XXIII de Ipatinga e Tenente Luciano, de Timóteo, serão contempladas na segunda etapa do Programa Mãos às Obras.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO