Morre Paulo Henrique Amorim aos 77 anos

Jornalista sofreu infarto fulminante na madrugada desta quarta-feira, depois de sair para jantar com amigos na noite de terça-feira


Amorim sofreu infarto e morreu aos 77 anos de idade / Divulgação/Record TV

O jornalista Paulo Henrique Amorim morreu na madrugada desta quarta-feira (10) aos 77 anos. A informação foi publicada na manhã de hoje pela TV Record. Conforme a emissora, Amorim morreu em casa, no Rio de Janeiro, quando sofreu um infarto fulminante — informação confirmada pela mulher dele.

Paulo Henrique Amorim estava na Record TV desde 2003 e deixa um legado para o jornalismo brasileiro, uma vez que passou por diversos jornais, revistas e emissoras de televisão do país.

Paulo Henrique estreou no jornal A noite, em 1961. Depois foi trabalhar em Nova York, como correspondente internacional da revista Realidade e, posteriormente, da revista Veja. Na televisão, passou pela extinta TV Manchete e pela TV Globo, também como correspondente internacional.

Em 1996, foi para a TV Bandeirantes, onde apresentou o Jornal da Band. Depois, foi para a TV Cultura. Em 2003, foi contratado pela TV Record, onde apresentou o Jornal da Record. Ajudou a criar a revista eletr√īnica Tudo a Ver na emissora. Depois, assumiu a apresenta√ß√£o do Domingo Espetacular, onde ficou at√© junho deste ano. Amorim deixa uma filha e a mulher, Ge√≥rgia Pinheiro. (Com informa√ß√Ķes da TV Record e R7)

Crítico de Bolsonaro e Sérgio Moro

Nos bastidores, recentemente, circulava a informa√ß√£o segundo a qual o jornalista enfrentava problemas na emissora em fun√ß√£o de suas cr√≠ticas ao governo de Jair Bolsonaro, em seu canal nas m√≠dias sociais “Conversa afiada”. Al√©m de criticar o governo, Paulo Henrique Amorim denunciava o que considerava “arbitrariedades do juiz federal S√©rgio Moro” na sua atua√ß√£o na Opera√ß√£o Lava Jato.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Coment√°rios

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENT√ĀRIO