Ipatinguense em Sunset Boulevard

Bailarina Juliana Olguin integra elenco de espetáculo musical em São Paulo

O musical Sunset Boulevard, protagonizado por Mariza Orth e Daniel Boaventura e que tem no elenco a bailarina ipatinguense Juliana Olguin, encerra neste domingo (7) a temporada no teatro Santander, em São Paulo.
O musical é baseado no filme de Billy Wilder.

A personagem Norma Desmond, interpretada por Marisa Orth, é uma estrela decadente que fez sucesso na era do cinema mudo e vive mergulhada em fantasias e lembranças do passado, em uma mansão na Sunset Boulevard. Daniel Boaventura encarna Max von Mayerling, o introspectivo mordomo que carrega um grande segredo.

Divulgação


Juliana Olguin dá vida e luz à jovem Norma Desmond
Juliana Olguin interpreta Norma Desmond ainda no início da carreira. Ela aparece nas lembranças da protagonista, que trazem para o espetáculo os tempos áureos de sua brilhante carreira.

Com direção artística de Fred Hanson e direção musical de Carlos Bauzys, o espetáculo tem música de Andrew Lloyd Webber com letras de Christopher Hampton e Don Black.

O elenco é formado por Andrezza Massei, Eduardo Amir, Julio Assad, Lia Canineu, Bruno Sigrist, Sérgio Rufino, Jana Amorim Carlos Leça, Arízio Magalhães, Abner Depret, Brenda Nadler, Dante Paccola e Ester Elias.

E ainda: Fábio Ventura, Giovana Zotti, Hellen de Castro, Juliana Olguin, Letícia Soares, Luana Zenun, Mau Alves, Nick Vila Maior, Rafael de Castro, Renato Bellini, Rodrigo Negrini, Thiago Lemmos e Vânia Canto.

Juliana Olguin
Filha de Júlio Olguin e Laudicéia Neves, Juliana Olguin começou no balé clássico aos cinco anos, com a avó Zélia Olguin, pioneira da dança no Vale do Aço, participando das atividades de dança desenvolvidas pela família.

Teve aulas com Salette Olguin e outros professores, nos projetos do Centro de Referência em Dança e Encontro de Dança do Vale do Aço (Endança), integrando o elenco de montagens criadas para bailarinos da região, por coreógrafos contratados pelo projeto.

Divulgação


A bailarina se destaca no cenário de Sunset Boulevard
Mudou para São Paulo em 2013, onde iniciou uma carreira de modelo. Com o DNA da dança no sangue, logo entrou para o grupo Raça Cia. de Dança, onde ficou até 2018.

Com o apoio do diretor Renan Rodrigues e do professor Jhean Alex, a bailarina integrou elenco da companhia em vários espetáculos, uma experiência de muito crescimento profissional.

Foi no Raça que ela teve o primeiro contato com Katia Barros, coreógrafa de Sunset Boulevard, que a convidou para fazer os testes para seleção do elenco.

Com uma proposta de se aprimorar e crescer no mundo da arte, em 2017 a bailarina iniciou um curso de Visagismo e Terapia Capilar na Universidade Anhembi Morumbi.

Focada no trabalho no musical, estudou canto lírico com Efigênia Cortes e agora estuda canto com Ester Elias, fonoaudióloga e professora.

Com Inês Aranha faz um curso de reciclagem e aperfeiçoamento de teatro baseado nas técnicas de Jerzy Grotowski.

A nova empreitada é um projeto com um grupo teatral que vai apresentar o espetáculo “Mulheres que habitam em nós”.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO