Audiência define que rodoviários de Timóteo terão reajuste

Participaram da audiência representantes do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Coronel Fabriciano (Sinttrocel), da administração de Timóteo, da empresa Autotrans e do MPT

Arquivo DA


A audiência ocorreu no Ministério Público do Trabalho, em Coronel Fabriciano

Uma audiência realizada na manhã desta sexta-feira (5), na sede do Ministério Público do Trabalho (MPT), em Coronel Fabriciano, tratou do reajuste salarial dos rodoviários de Timóteo, que é aguardado desde o mês passado.

Participaram da audiência representantes do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Coronel Fabriciano (Sinttrocel), da administração de Timóteo, da empresa Autotrans e do MPT. Já o reajuste na tarifa do transporte coletivo no município ainda será estudado por uma comissão. Das três principais cidades da Região Metropolitana do Vale do Aço somente Timóteo está com a situação indefinida.

Já em relação aos salários dos rodoviários, o presidente do Sinttrocel, Marlúcio Negro da Silva, informou ao Diário do Aço que foi possível chegar a um acordo e que a empresa concessionária de transporte coletivo, em Timóteo, pagará o reajuste salarial a partir desse mês. “Ficou também acertado entre sindicato e a empresa que será realizada uma reunião em Belo Horizonte, na terça-feira (9), para acertar os últimos detalhes. Além disso, gostaria de ressaltar que foi de muita importância a intermediação do MPT, para que conseguíssemos chegar a um bom senso”, salientou.

Audiência pública

Conforme a ata da audiência, à qual o Diário do Aço teve acesso, ficou acertado que o governo de Timóteo realizará uma audiência pública para discutir a questão tarifária e instituirá uma comissão interna para estudo tarifário, bem como suspenderá a cobrança do Custo de Gerenciamento Operacional (CGO) para viabilizar o reajuste salarial aos trabalhadores. “Por meio do representante da administração de Timóteo, foi esclarecido ainda que, além das medidas acima indicadas, promoverá uma licitação específica para o estudo tarifário”, informou a ata.

Reajuste concedido

Procurada pelo Diário do Aço, a assessoria de Comunicação da Autotrans informou, por meio de nota, que durante a reunião desta sexta-feira, a administração de Timóteo assumiu alguns compromissos que ajudou a avançar nas negociações. “A prefeitura informou que suspenderá a cobrança do CGO para viabilizar o reajuste salarial dos colaboradores. Esclarecemos que a suspensão do CGO não é suficiente para assegurar o equilíbrio financeiro contratual, mas, ainda assim, concederemos o reajuste salarial conforme acordado com o sindicato. Mostramos assim nosso comprometimento com nossos colaboradores e nosso esforço para atendê-los neste momento”, concluiu a nota.

Proposta

No dia 24 de maio, os trabalhadores das empresas concessionárias do transporte coletiva de passageiros no Vale do Aço (Saritur, Univale e Acaiva), aprovaram, em assembleia, a proposta em bloco apresentada pelas empresas. Com isso, foi afastada a possibilidade de greve dos rodoviários na época, que cobravam pelo reajuste salarial. A assembleia contou com a participação de 300 rodoviários.

Na proposta apresentada, foi aprovado um reajuste salarial de 4%, além da Participação nos Lucros e Resultados para motoristas e cobradores. Além disso, o plano odontológico foi mantido pelas concessionárias. No entanto, o Sinttrocel informou que não receberam o reajuste salarial apenas os trabalhadores de Timóteo, município que ainda mantém o mesmo valor tarifário nas passagens de ônibus urbanos, diferente de Ipatinga e Coronel Fabriciano.

Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO