PM de Fabriciano apreende armas de fogo com suspeitos de tráfico

Policiais militares monitoraram um traficante que também pode ter participação em tentativa de homicídio

Divulgação Polícia Militar


Uma espingarda e um revólver foram apreendidos pelos PMs nos locais monitorados

O monitoramento de um suspeito de envolvimento com o tráfico de drogas ilícitas pode elucidar um crime de tentativa de homicídio ocorrido em Coronel Fabriciano. Y.M.S., de 26 anos, foi encontrado com armas de fogo e ainda entorpecentes na rua Intendente Gravatá, no bairro Nazaré. Uma das armas pode ter sido usada no atentado ocorrido no último dia 15 de maio no mesmo bairro.

Nos últimos dias, várias denúncias via 181 e até no 190 da Polícia Militar denunciaram Y.M. por envolvimento com o tráfico de entorpecentes. Os PMs passaram a monitorar o suspeito, que atendia aos usuários de drogas, tanto em sua casa, bem como em frente à residência dos pais dele.

Por volta das 21h de terça-feira os militares notaram a chegada de um Nissan Versa, com dois ocupantes. Y.M. entregou uma sacola para o carona do carro, que saiu do local. Assim que o carro saiu, chegou um jovem que recebeu algo do suspeito de comandar o tráfico no local monitorado.

Uma equipe saiu no encalço do carro e também deste jovem que passou na “boca”. V.S.S., de 22 anos, foi parado pelos policiais na rua Duque de Caxias, no Centro, e no interior de uma pochete encontrado um pino de cocaína. Ele confessou ser usuário de drogas e que comprou a cocaína por R$ 20, mas não revelou quem seria o vendedor.

Enquanto era abordado V.S., as outras equipes conseguiram encontrar o Versa retornando para a área central de Coronel Fabriciano. Os policiais abordaram o carro, que se tratava de transporte via aplicativo, e no veículo era transportado A.A.S.C., de 18 anos e com ele foi encontrada a quantia de R$ 425.

O jovem não soube explicar a origem do dinheiro, mas o motorista do carro alegou que fez uma corrida até Ipatinga e voltava com o jovem. Com a abordagem ao suspeito no automóvel, Y.M. pode ter sido informado e foi visto correndo para uma das casas monitoradas pelos PMs.

Os policiais entraram na residência e encontraram três pessoas no local. O jovem se encontrava nos fundos, pulou o muro da casa vizinha, foi cercado e acabou localizado escondido em uma oficina mecânica automotiva.

Na casa onde Y. entrou correndo, os policiais encontraram no guarda-roupas de uma travesti, uma espingarda caseira e, enrolado em uma meia de pano, um revólver calibre 38 municiado com seis cartuchos. Mais três cartuchos reserva estavam junto à arma. Um cartucho do mesmo calibre foi encontrado na janela.

Porções de maconha

Os policiais localizaram um tablete de maconha e um cigarro da droga debaixo do sofá. Na casa de A.A. foi encontrada mais uma porção de maconha. Ele disse para a PM que é usuário de drogas e que faz entregas para Y., situação em andamento no momento da abordagem policial na “boca”.

Ele confirmou que fez a entrega de uma quantidade de cocaína, no valor de R$ 350, no Iguaçu e receberia R$ 50 pelo transporte. A. apontou que as armas seriam de Y. guardadas na casa a pedido dele, usando o guarda-roupa da travesti sem ela saber, aproveitando que se encontrava em viagem.

A PM já suspeitava do envolvimento de Y. na tentativa de homicídio ocorrida no dia 15 de maio e que vitimou o catador de materiais recicláveis Ezequiel Vieira da Silva, de 44 anos. Os três abordados foram encaminhados para a delegacia de Polícia Civil com todo o material recolhido na operação da Polícia Militar.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO