Populares localizam corpo de homem executado, em Ipatinga

Vítima apresentava perfurações de tiros na cabeça, conforme a perícia da Polícia Civil

Wellington Fred


O homicídio ocorreu nos fundos desta casa, em um matagal na rua Bem-te-vi, no Vila Celeste

Populares localizaram na tarde desta terça-feira (25), o corpo de Jordeane Rodrigues da Silva, 36 anos. A vítima foi assassinada a tiros e encontrada caída em um matagal na rua Bem-te-vi, próximo ao número 387, no bairro Vila Celeste, divisa com o bairro Tiradentes, em Ipatinga.

O Diário do Aço esteve no local e conversou com os policiais militares que registraram a ocorrência. Segundo o cabo Diogo, no fim da tarde de segunda-feira, foram escutados vários disparos de arma de fogo. “Como o campo de futebol, conhecido como campo do carrapato, é próximo e havia jogo no momento, eles pensaram que fosse algo relacionado à partida”, disse o militar.

No fim da manhã, entretanto, um telefonema via 190 indicou que havia um corpo caído em um matagal. As equipes da PM foram até o local e confirmaram a denúncia anônima. Os militares isolaram o local para o trabalho da perita Cristina Magalhães. A criminalista identificou marcas de disparos de arma de fogo na cabeça de Jordeane.

Um irmão da vítima, que morava no bairro Vila Celeste, esteve no local e confirmou a identidade da vítima. O corpo de Jordeane foi removido ao Instituto Médico-Legal (IML) de Ipatinga depois dos trabalhos periciais.

O cabo Diogo acrescentou que ainda não há qualquer suspeita relacionada ao crime, mas que aguarda a participação da comunidade denunciando via 190 ou 181 qualquer informação que leve ao esclarecimento do crime. Jordeane tinha várias passagens pela polícia por crimes diversos, dentre eles, contra o patrimônio.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

MAIS FOTOS

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO