Adolescente tenta se matar em audiência em Coronel Fabriciano

Jovem foi socorrido por equipes do Corpo de Bombeiros, com suspeita de fraturas, depois de pular do segundo andar do Fórum

Enviada por leitor


O menor de idade saiu correndo e pulou do segundo andar do Fórum, caindo na calçada da rua Boa Vista.
Atualizado às 17h49
O jovem de 17 anos, que na terça-feira planejou um atentado instalado explosivos em locais públicos de Coronel Fabriciano e incendiou um carro, tentou se matar na tarde desta quarta-feira. Conforme testemunhas, o adolescente que está apreendido desde o fim da manhã de terça-feira, participaria de uma audiência no Fórum Orlando Milanez, quando o Ministério Público e Judiciário decidiriam pela internação ou não dele.

Em um dado momento o menor de idade, que estava acompanhado de policiais civis e dos seus pais, pediu para ir ao banheiro. Ele saiu correndo e pulou do segundo andar do Fórum, caindo na calçada da rua Boa Vista.

O Corpo de Bombeiros foi acionado para socorrer a vítima, que apresenta indícios de fraturas, resultantes da queda de uma altura de cinco metros, aproximadamente. As fraturas não foram confirmadas. Ele foi atendido no hospital Dr. José Maria de Morais e liberado.

Entenda o caso

O adolescente, morador do bairro Manoel Domingos, em Coronel Fabriciano, foi apreendido na manhã de terça-feira (18) após ele ter ateado fogo em um Toyota Corolla, em frente à prefeitura, de onde ele foi para a Escola Estadual Alberto Giovanini. Lá, depois de provocar correria entre funcionários e estudantes e danificar equipamentos na secretaria, acabou preso.

Mais cedo o jovem tinha deixado dois artefatos explosivos, um no terminal rodoviário e outro na agência da Caixa Econômica Federal, no Centro de Coronel Fabriciano. Também tentou entrar na prefeitura, mas não conseguiu.
Em entrevista ao Diário do Aço, o adolescente que usava uma máscara branca de tecido com uma mancha preta na frente, imitando o personagem da série Watchmen, da DC Comics, disse que é contra todo o “sistema atual” e que é um “anarcocapitalista”. Em seus cadernos há mensagens contra a indústria farmacêutica e de alimentos.

Por fim, afirmou que a intenção dele, na terça-feira, era provocar uma situação para que fosse retirado da sociedade e impedido de fazer “algo pior”.

Adolescente foi liberado do hospital

No fim da tarde dessa quarta-feira a assessoria do Hospital Dr. José Maria Morais informou que o adolescente deu entrada na tarde desta quarta-feira (19), onde recebeu todo o acompanhamento médico necessário. Segundo o prontuário, o jovem estava lúcido e consciente no momento do atendimento e apresentava um hematoma periocular esquerdo. Ele foi submetido a uma tomografia de crânio – o exame não evidenciou sangramento nem fratura. “O jovem de 17 anos recebeu alta médica por volta das 17h, e encontra-se a disposição da Justiça para tomada de medidas cabíveis”, informa a nota assinada pelo diretor técnico do hospital, o médico Élcio Antunes dos Santos.

Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Manuel Roberto Souto 20 de Junho, 2019 | 11:14
Este adolescente está com depressão. Precisa de atendimento psiquiátrico com medicação. É a doença de nosso tempo. Tempo de muitas mudanças numa rapidez nunca imaginada; isto mexe com a cabeça dos mais jovens.
Valquiria Moreira 19 de Junho, 2019 | 23:16
É notável que o garoto esta c problemas.
Esta o tempo todo pedindo socorro.
Certamente sofrendo buling ...precisa de abraços e muita oracao.temos que orar p nossos jovens.e Deus ajude a família e ilumine e despertem as autoridades p leva_lo p tratamento..
Abroba 19 de Junho, 2019 | 20:17
Ainda vai dá muito trabalho... vai complicar a vida de um policial ou agente...
Ivanildo Firmino de Freitas 19 de Junho, 2019 | 17:27
ISSO SÃO OS SINAIS DO FIM DOS TEMPOS ESTÁ PRÓXIMO O CRISTO DE DEUS NÔ SANTO ESPÍRITO.

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO