Filho de Flordelis confessa que matou o pai a mando do irmão, diz polícia

A motivação do crime seria uma suposta traição de Anderson, que estaria mantendo uma relação amorosa extraconjugal

Álbum pessoal


Anderson do Carmo e a deputada Flordelis

A Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo confirmou nessa terça-feira (18), que Lucas dos Santos, de 18 anos, um dos filhos adotados pela deputada federal Flordelis e de Anderson do Carmo de Souza, foi um dos executores do assassinato do pastor, que ocorreu na madrugada de domingo (16).

A polícia ainda afirma que um dos mandantes do crime foi Flávio Rodrigues de Souza, de 38 anos, filho biológico de Flordelis, conforme reportagem do jornal O Globo.

Ambos foram presos na segunda-feira (17),durante o sepultamento de Anderson. Um deles, Flávio de Souza, tinha um mandado de prisão pendente por violência doméstica e foi preso durante o sepultamento do corpo de Anderson no cemitério Memorial de Nictheroy, no bairro Laranjal, em São Gonçalo.

Já Lucas foi preso no momento em que prestava depoimento na Delegacia de Homicídios. Contra ele, havia um mandado de apreensão por tráfico de drogas quando ele ainda era menor de idade.

Traição

A motivação do crime seria uma suposta traição de Anderson, que estaria mantendo uma relação amorosa extraconjugal. Em depoimento, Lucas se contradisse e teria confessado o crime, acusando Flávio de ser um dos mandantes, depois que os policiais mostraram imagens de câmeras de segurança em que ele aparece na cena do crime.

Segundo os policiais, Lucas, transtornado, incriminou Flávio e contou detalhes que estão auxiliando a polícia na investigação do crime.A deputada Flordelis rechaça a hipótese de que um dos filhos seja o autor do crime e acredita que tenha se tratado de uma tentativa de assalto.

“Isso é ridículo, acusar alguém sem provas (…) É nisso que eu acredito, que foi um assalto, e que ele morreu defendendo a família”, disse Flordelis durante o enterro.

Assassinado na garagem

Anderson Carmo, marido da deputada federal Flordelis (PSD-RJ), foi assassinado na madrugada de domingo (16) em Pendotiba, Niterói. Ele foi baleado diversas vezes por volta das 4h, pouco tempo depois de chegar em casa.

A ocorrência foi encaminhada à Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí. Uma perícia foi realizada no local e no carro de Anderson.

Em relato, Flordelis conta que percebeu que o casal estava sendo seguido por homens em duas motocicletas. A polícia ainda está investigando se houve participação de outras pessoas no crime. Anderson do Carmo deixa 55 filhos com a deputada, a maioria adotados.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO