Adolescente alega que planejou atentado para ser preso

Jovem instalou explosivos na rodoviária agência da Caixa e tentou instalar na prefeitura

Enviado ao Diário do Aço


O jovem, com uma máscara, foi preso pelos policiais na Escola Estadual Alberto Giovanini
Atualizada às 17h32
A Polícia Militar em Coronel Fabriciano apreendeu um adolescente de 17 anos no fim da manhã desta terça-feira (18) após ele ter ateado fogo em um carro, em frente à Prefeitura, além de invadir uma escola pública. Ele estava com uma máscara e foi detido por policiais militares no bairro Giovanini. Antes, o jovem deixou dois artefatos explosivos, um no terminal Rodoviário e outro na agência da Caixa Econômica Federal, ambas no Centro de Coronel Fabriciano.
Ele deixou os artefatos explosivos com pólvora e um celular acoplado. Em seguida, o jovem se deslocou para a praça Louis Ensch e foi até a prefeitura. Ele queria acessar o salão principal, mas não conseguiu e mandou que as pessoas saíssem de perto. Como não obedeceram, ele ateou fogo em um Toyota Corola que pertence a uma funcionária pública. O veículo estava em frente a entrada do Paço Municipal. Equipes do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar conseguiram evitar que o fogo se espalhasse. Em seguida, o jovem fugiu correndo e acabou invadindo a Escola Estadual Alberto Giovanini, no bairro Giovanini. Os funcionários determinaram a saída dos alunos, enquanto acionaram a Polícia Militar. O jovem foi preso em flagrante no momento que estava na secretaria. O adolescente estava com uma máscara branca de tecido com uma mancha preta na frente, imitando o personagem da série Watchmen, da DC Comics. Em poder dele foram encontrados cadernos com desenhos críticos às indústrias, farmacêutica, de alimentos e contra o Estado.

Explosivos

A Polícia Militar isolou o banheiro da rodoviária e uma parte da agência da Caixa para a retirada dos artefatos explosivos. A ação da polícia gerou uma onda de boatos e apreensão entre usuários de telefone celular, que não sabiam da real motivação dos trabalhos da polícia. Somente no período da tarde é que uma equipe do Batalhão de Operações Especiais (Bope) chegou ao Vale do Aço para a retirada dos equipamentos em segurança. As vias próximas foram fechadas até a remoção dos objetos. O adolescente conversou com o Diário do Aço. Ele confirmou ser estudante do 3º ano do Ensino Médio da Escola Estadual Alberto Giovanini, invadida por ele, mas revelou que estava sem frequentá-la havia três semanas. “Não ia machucar ninguém”, comentou. Ele disse que é contra todo o “sistema atual” e que é um “anarcocapitalista”. Apesar de símbolos comunistas nos desenhos dos cadernos, negou que seja de esquerda.

O jovem alegou que a intenção dele é provocar uma situação para que seja retirado da sociedade. “Estudei e planejei isso. Criei uma página no Facebook para explicar”, afirmou.

O tenente-coronel PM Warley Geraldo, comandante do 58º Batalhão, informou ao Diário do Aço que, a princípio, o jovem não apresenta sinais de distúrbios mentais e se expressa bem. Ele disse que o caso será encerrado na delegacia de Polícia Civil. “Vamos conversar com os pais e tentar entender o que levou a isso”, afirmou.

Veja abaixo, vídeo das entrevistas, como adolescente e PM:



Preso jovem por atear fogo em carro na Prefeitura de Fabriciano
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

MAIS FOTOS

Comentários

Triste Realidade 19 de Junho, 2019 | 19:00
Antes de julgarmos, deveríamos saber o real motivo que levou esse cidadão a cometer tal ato. Penso que talvez ele precise de apoio, de um tratamento psicológico. É muito fácil julgar quando não se vive a realidade do outro. Devemos ter mais empatia pelo outro.
Critico 19 de Junho, 2019 | 08:14
O q mais me assusta é como o poder publico esta despreparada p reagir c tais situações, a PM foi a única preparada na ação, não posso dizer o mesmo das repartições públicas, principalmente da prefeitura!
Deivison 19 de Junho, 2019 | 00:18
Se este cara estiver solto e uma falta de respeito com a sociedade isto sim .ele não tem nada só e mais um idiota querendo aparecer q se não for contido agora e preso vai fazer coisa pior porque duvidaram dele ele não e doente parece bem certo do que ia fazer. Este cara tem que paga pelo q fez porque se fosse um pai de família ,trabalhador. Estava perdido .como e um adolescente acha q não tem q paga pelos seus atos cana nele e mostra a cara dele para o povo saber que ele e.
José Jesus 18 de Junho, 2019 | 20:00
Quando os pais forem obrigados a arcar com o prejuízo financeiro e com as consequências jurídicas...vai diminuir muito esses casos...e forçaram a ter leis mais rigorosas contra infratores... e nao pocriaria como coelhos sem ter como cuidar dos mesmos...pq acredito que idade ñ deveria ser critério para liberdade. ..se houver infração deve haver pena ...idade tem que ser sò detalhes...
Jovem Aprendiz 18 de Junho, 2019 | 14:34
E a polícia continua enxugando gelo. Sabe o que aconteceu com este jovem após sua prisão nesta manhã? Já está solto nas ruas. Como eles dizem em suas gírias: "dá nada não".
Boneca 18 de Junho, 2019 | 09:34
Adolescentes.... infelizmente alguns pais perdem o controle. Tudo que se vê na televisão querem realizar, so que coisas boas não ne kkkkk

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO