O ar seco é o grande vilão do inverno

Os dermatologistas explicam que manter a hidratação é fundamental

Divulgação


Quando as temperaturas baixam, a umidade do ar diminui e quem sofre é a pele e os cabelos

Inverno é sinônimo de ar seco e tanto o cabelo quanto a pele sofrem com as alterações da estação do ano. Além de prejudicar a aparência, traz também desconforto e, enquanto a primavera não chega novamente, a tendência é que a pele fique cada vez mais ressecada. Tanto a pele do rosto como a pele do corpo.

Os dermatologistas explicam que manter a hidratação é fundamental. Não deixe de passar hidratantes (melhor se indicados para peles secas), principalmente em áreas como pernas, joelhos e cotovelos.

Já em relação aos cabelos, alguns cuidados são importantes. Evite lavar o cabelo com água muito quente e à noite; e não durma com o cabelo molhado ou preso.

Algumas doenças de pele que também costumam ficar mais acentuadas quando as temperaturas baixam é a Psoríase, a Dermatite Seborreica e a Dermatite Atópica. E há maior incidência de parasitoses (piolho e sarna). A consulta a um dermatologista é fundamental para o tratamento adequado.

Então, se você quer manter a pele e os cabelos bem cuidados nos dias mais frios de outono e inverno, preste atenção a algumas orientações.

Dicas

Beba muita água
Se você não costuma beber muita água, comece a andar com uma garrafinha a tiracolo diariamente. No outono e inverno, ingerir pelo menos 1,5 litro de água por dia ajuda a hidratar ainda mais e evita problemas na pele causados pelo clima.

Hidratação do corpo
Se você usa um tipo específico de hidratante, saiba que muitas vezes não é preciso trocá-lo, basta intensificar o cuidado com a pele, aplicando-o diariamente e em quantidades generosas. Já para quem tem pele mais seca, a dica é investir em hidratantes mais específicos. Procure seu dermatologista para uma avaliação, mas de modo geral hidratantes sem perfume, de consistência mais grossa, com ureia ou ceramidas são bem indicados.

Cuidado com os lábios
Para não deixar que os lábios sofram com a ação do ar seco e frio, que pode causar rachaduras e até lesões, use sempre um protetor hidratante labial.

Atenção à temperatura do chuveiro
Os banhos quentes são muito comuns no inverno. Mas apesar de bastante relaxantes, eles deixam a pele ressecada, o que pode piorar com as temperaturas baixas e o clima seco da estação.

Evite o ar condicionado
Como ele costuma ressecar a pele, procure usá-lo somente no verão ou quando o tempo estiver bem quente.

Fuja do uso contínuo de buchas
Usar bucha no banho acaba removendo a camada de proteção da pele que ajuda a mantê-la hidratada naturalmente. Além disso, o uso excessivo de sabonetes também pode ter esse efeito. No inverno os banhos são mais demorados e muitas vezes são um vilão da pele seca. Prefira banhos mais rápidos e sem exageros.

Umidifique o ar
Para deixar o ambiente da casa ou do escritório mais úmido, coloque um vaporizador ou uma bacia com água. Se escolher a segunda opção, não se esqueça de trocar a água da bacia diariamente.

Protetor solar
O uso do protetor solar é importante mesmo em dias com sol fraco, dias nublados ou com chuva. Para quem preferir, algumas marcas de protetor solar já costumam vir com o FPS associado a hidratantes.

Lave o rosto antes de dormir
O rosto acumula impurezas durante o dia. Para desobstruir os poros e deixar a pele limpinha, procure sempre higienizar o rosto antes de dormir para, em seguida, aplicar um hidratante. Falando ainda do banho, dê preferência aos sabonetes que tem agentes hidratantes que ajudarão a minimizar o ressecamento da pele, lembrando que o uso de óleos e cremes hidratantes é fundamental.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO