Preço de combustíveis tem queda nas bombas

A gasolina, que chegou a custar quase R$ 5 o litro, e o diesel, passaram a ter um custo menor para os proprietários de veículos

Wôlmer Ezequiel


Valor dos combustíveis teve redução nos postos de Ipatinga

Após a Petrobras anunciar redução nos preços da gasolina e do diesel, nas refinarias, o valor nas bombas também apresenta alteração para o consumidor final. A gasolina, que chegou a custar quase R$ 5 o litro, e o diesel, passaram a ter um custo menor para os proprietários de veículos, que já vinham abastecendo com o etanol, mais barato.
A gasolina teve uma redução de R$ 0,1399 por litro, enquanto o diesel diminuiu R$ 0,1383 no valor médio nas distribuidoras no país, desde o dia 1º (valor sem custo do frente, impostos e lucro das revendedoras).

Nesta semana, em Ipatinga, uma mudança no preço dos combustíveis foi sentida. Ontem (6), um posto do bairro Novo Cruzeiro comercializava a gasolina a R$ 4,69 e o etanol a R$ 2,99 o litro. No bairro Veneza II também houve queda na gasolina (R$ 4,84), álcool (R$ 3,05) e diesel (3,62). O diretor adjunto do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo no Estado de Minas Gerais (Minaspetro), Gustavo Souza, destaca que, desde o início da semana, repassou à rede Souza a redução e notou a mudança em outras redes da cidade.

“A gasolina teve queda de R$ 0,09 centavos, passou de R$ 0,93 para R$ 0,84. Já o diesel baixou quase R$ 0,10 e o etanol também acabou caindo R$ 0,04. Os três produtos apresentaram redução, mas a gasolina e o diesel, em razão da queda nas refinarias, esse preço chegou imediatamente nas bombas. Já o álcool foi fruto da disputa da concorrência, que acabou ocasionando essa queda no preço. Se essas reformas do governo ocorrerem de fato, podem favorecer o clima e os valores praticados”, analisou.

Preços

Segundo a Petrobras, a política de preços para a gasolina e o diesel vendidos às distribuidoras tem como base o preço de paridade de importação, formado pelas cotações internacionais destes produtos mais os custos que importadores teriam, como transporte e taxas portuárias, por exemplo.

“A paridade é necessária porque o mercado brasileiro de combustíveis é aberto à livre concorrência, dando às distribuidoras a alternativa de importar os produtos. Além disso, o preço considera uma margem que cobre os riscos (como volatilidade do câmbio e dos preços)”, explicou a estatal.

A Petrobras destacou também que a gasolina e o diesel vendidos às distribuidoras são diferentes dos produtos no posto de combustíveis: são os combustíveis tipo A, ou seja, gasolina antes da sua combinação com o etanol e diesel, também sem adição de biodiesel. Os produtos vendidos nas bombas ao consumidor final são formados a partir do tipo A misturados a biocombustíveis. Os preços que divulgamos aqui se referem aos produtos tipo A.

Comentários

Ronaldo 08 de Junho, 2019 | 17:52
A Petrobras reduz, porém nos tanques dos postos ainda possuem residual preço antigo, assim que o posto for repondo o preço já vai se reajustado até 7.7%... porém creio que a Petrobras ainda vai reduzir mais devido ao dólar e matéria prima estrangeira no refino.. o Álcool o governo já liberou para os postos comprarem diretamente de pequenos produtores pulando assim a distribuidora Petrobras.. o Álcool vai cair mais ainda por isso.
Edson Valaadres 07 de Junho, 2019 | 16:14
É engraçado, a Petrobrás divulga redução de 7,7% (sete virgula sete por cento) e a redução é só R$ 0,09 ( nove centavos) eta matemática difícil de entender. Opa já entendi, o posto não é obrigado a reduzir, porém, se for para
subir, é imediato, não precisa nem de estoque novo, vai no velho mesmo porque os donos de postos só podem ganhar.
Jose Soares Couto 07 de Junho, 2019 | 07:29
E o Cartel continua. Só não vê, quem não quer........ Neh?

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO