''Golpe da bolsa'' provoca prejuízo milionário no Vale do Aço

Homem some depois de lesar várias pessoas com a promessa de ganhos altos em investimento de ações na bolsa de valores

Enviada para o WhatsApp Portal Diário do Aço


Os policiais estiveram na casa do suspeito, mas ele não foi encontrado
Atualizado às 17h06 29/05
A Polícia Civil de Coronel Fabriciano colhe depoimentos de vítimas de um prejuízo com um homem que recolhia dinheiro para aplicação na bolsa de valores. A suspeita é que tenha ocorrido um golpe milionário praticado por um investidor de 31 anos, contra diversas vítimas no Vale do Aço. O investidor é procurado desde terça-feira (28),quando a PC foi acionada por vítimas que apostaram dinheiro nas aplicações financeiras mediadas pelo investidor.

Procurado pelo Diário do Aço, o delegado da PC, Washington Moreira, informou que o suspeito procurado é Diego Sérgio Sales e Silva, que teria se desfeito de bens e se apropriado indevidamente de valores pertencentes às vítimas. O total de prejuízo ainda é calculado, mas é de milhões de reais.

O investigado utilizava-se de dinheiro de terceiros para investir na bolsa de valores em troca de rendimentos fixos que eram pagos frequentemente às vítimas. “As informações sobre os rendimentos eram demonstradas por meio de grupos de WhatsApp, como forma de acompanhamento pelos investidores”, disse o delegado Washington responsável pelas investigações.

Despedida dos amigos

As pessoas procuraram a polícia depois que, na terça-feira, descobriram que o investigado conhecido por “ostentar” riqueza, despediu-se de familiares e se desfez de alguns bens que estavam em sua posse e desapareceu.
Estima se golpe seja superior a R$ 5 milhões. O valor real, entretanto, ainda será apurado. As equipes da PC estiveram na casa dele, na rua Armando Fajardo, no bairro Santa Helena, na área central de Coronel Fabriciano, mas Diego Sérgio não foi encontrado.

A Polícia Civil instaurou inquérito policial para investigar o fato, que em tese, se enquadra nos crimes de estelionato e contra a economia popular. Qualquer informação sobre o investigado poderá ser encaminhada por meio do disque-denúncia 181.

Nas mídias sociais circulou um texto atribuído ao investigado, onde ele fala até em cometer suicido, mas desistiu por entender que o seguro não cobriria e as pessoas que dependem dele estariam numa situação ainda pior. Com isso, tomou a decisão desaparecer por um tempo e trabalhar para “levantar o dinheiro necessário e ressarcir as pessoas que confiaram em seu trabalho”.

Número crescente de vítimas

O delegado Washington revelou ao Diário do Aço nessa quarta-feira (29) que 20 pessoas já procuraram a Polícia Civil para denunciar a situação. As vítimas perderam valores variáveis, desde de 80 mil a até a mais de R$ 1 milhão, dinheiro investido com a promessa de um bom ganho mensal. “Se tiver mais alguma vítima, nos procure para podermos colher mais provas”, solicitou o policial.

Na casa de Diego, os policiais apreenderam documentos, entre eles o passaporte, e outros objetos que podem auxiliar na investigação. O investigado usava grupos de Whataspp para informar quanto cada investidor recebeu, mas ele apagou todas as suas contas em mídias sociais antes de sumir.

O investigado poderá ser processado por estelionato e crime contra a economia popular, como explicou o delegado Washington. Ele também, caso não tenha a autorização para negociar ações na bolsa de valores pela CVM (Comissão Valores Mobiliários), poderá responder ao crime contra o sistema financeiro nacional.


''Golpe da bolsa'' provoca prejuízo milionário no Vale do Aço

Comentários

Edmilson 01 de Junho, 2019 | 12:34
E esse pessoal que investiu dinheiro com ele, não vão responder a processos? Pelo que entendi, a coisa foi bem por algum tempo. Ou seja: Receberam bons dividendos sem declaração dos impostos. O lei deve ser para todos! Tanto pro investidor(golpista), quanto para os investidores( supostas vítimas). E aí, Polícia Civil, quantos responderão ao processo?
Aldemir 29 de Maio, 2019 | 19:41
Os maiores bandidos se escondem na socialyte em meio a carros de luxo e mansões, viagens e muita ostentação... Lá na socialite não se cumpre mandado de busca, por isso é lá onde se esconde o mais puro do tráfico, o dinheiro internacional, etc...
João 29 de Maio, 2019 | 15:55
Isso acontece com Olho Gordoo kkkk agr Choraa kkkk


Jair Vazando 29 de Maio, 2019 | 12:09
Ele é a Betina!
Adriano 29 de Maio, 2019 | 09:44
Esse trabalhava com um tal de Unick Forex ????
Beto 29 de Maio, 2019 | 09:43
Vida de negro é difícil, é difícil como o quê
Eu quero morrer de noite, na tocaia me matar
Eu quero morrer de açoite se tu, negra, me deixar
Lerê, lerê, lerê, lerê, lerê...
Pega a Visão 29 de Maio, 2019 | 09:32
E malandro é malandro
Mané é mané
Podes crer que é
Malandro é malandro
E mané é mané
Diz aí!
Podes crer que é...
Papo Reto 29 de Maio, 2019 | 09:22
Sem Miséria. 1 7 1 é que esse cara é "mó" 1 7 1 tá de bobeira? 1 7 1 é que esse cara é "mó" 1 7 1 é "mó"
Sacapói 29 de Maio, 2019 | 08:39
Esse modelo, aconteceu na década de 80, onde a investigação nunca teve fim.
Um determinado banco e o delegado da época, estavam envolvidos no assassinato
de Lázaro Antônio do Carmo.
Mafioso 29 de Maio, 2019 | 08:03
Ótima oportunidade de negócio, Investimento Na BOLSA...
Barrabas 29 de Maio, 2019 | 07:17
E incrivel como as pessoas acreditam nestas pessoas e coloca dinheiro na maos deles.por este motivo aprece golpe de toda forma.
Wilian 29 de Maio, 2019 | 06:30
Este é bom mesmo. A policia nao encontra ele, kkk conta outra historia, estamos no brasil pessoal onde há dinheiro pessoa vai preso nao.
Marcelo 28 de Maio, 2019 | 23:03
O brasileiro adora um dinheiro fácil. Tá aí mais um exemplo. Pra quem gosta de levar vantagem, coloca dinheiro na mão desse neguim aí, vai prosperar. Partiu Europa. E quem levou essa pernada desse sujeito, chora na cama que é lugar quente.
Tiao 28 de Maio, 2019 | 21:31
To achando é pouco pra quem ajudou ele a ostentar assim
Golpe 28 de Maio, 2019 | 20:44
hahahahahhaha cara viveu nas baladas gastando dinheiro . agora fala em comete suicidio . e agora vai trabalhar hahahahaga pra pagar e que vai demorar anos . resumindo nao
vai pagar e nunca kkkk hahahhahahahhahahaahha ele deve ta e rindo na cara dos invetidores uma hora desse hahahabbaba cheio da labia sera que a policia vai achalo ? kk
Sincero 28 de Maio, 2019 | 20:43
Podem observar, quem ostenta muito nas boates da região, pode saber, maioria são os treteiros... Região esta sendo noticia direto com apreensões de centenas de kg de drogas, maioria desfila em seus carros luxuosos e motos potentes, sem nunca trabalhar..golpes de cartão, carros pokemon, trafico ...pra facilitar o trabalho das Policias, somente ir nas boates e ver, são sempre os mesmos . Shows então, esbanjam nos Camarotes. Bom q a vida de luxo deste povo é curta.

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO