HMU é visitado pelo Secretário do Estado de Saúde

Durante a visita, realizada no fim da tarde de quinta-feira (23), Érico Fantini explicou ao secretário o projeto que foi pensado para construção do HMU

Divulgação


Secretário Carlos Eduardo Amaral conheceu as instalações do Hospital Metropolitano Unimed

O Hospital Metropolitano Unimed (HMU) recebeu essa semana a visita do Secretário de Estado de Saúde de Minas Gerais, Carlos Eduardo Amaral. Acompanhado de médicos e gestores da Unimed Vale do Aço, ele conheceu as instalações da unidade de Internação, Laboratório, Centro Cirúrgico, UTI e Pronto Atendimento. A visita foi guiada pelo diretor de Recursos Próprios da Unimed Vale do Aço, Érico Fantini, pelo Diretor Técnico, Sandro do Carmo de Carvalho, pela enfermeira e Gerente Assistencial do HMU, Karyne Oliveira Mello, e pelo Gerente Executivo Hospitalar, Gleidson Dias Mendes.

Durante a visita, realizada no fim da tarde de quinta-feira (23), Érico Fantini explicou ao secretário o projeto que foi pensado para construção do HMU. “Planejamos um hospital totalmente horizontal e não precisamos de rampas, escadas ou elevadores para os pacientes se deslocarem durante o atendimento ou internação. Também focamos na sustentabilidade com aproveitamento da iluminação natural em todas as unidades, incluindo UTI, corredores e Centro Cirúrgico, que reduzem a utilização da energia elétrica, além do aquecedor solar, e o reaproveitamento do calor gerado no sistema de climatização”, esclareceu.

“Assim como em todos os locais que a Unimed atua, Coronel Fabriciano também conta com um hospital de ponta e estrutura de qualidade. O governo de Minas é a favor da parceria público-privado e o Hospital Metropolitano tem total preparo para dar início a esses atendimentos”, afirmou o secretário.

HMU

Recentemente o HMU, que completou quatro anos de inauguração na última quarta-feira (22), conquistou a certificação Nível 2, Acreditado Pleno, concedida pela Organização Nacional de Acreditação (ONA). O Hospital é estruturado com 110 leitos de internação, 10 leitos de UTI, 8 salas cirúrgicas e Pronto Atendimento. Em 2018 foram mais de 8 mil internações, cerca de 67.500 atendimentos, além de mais de 300 mil exames laboratoriais.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO