Conta de energia terá reajuste médio de 8,73% em Minas Gerais

Reajuste entra em vigor na terça-feira (28) e atinge consumidores residenciais, comerciais e industriais

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou nesta terça-feira (21) o aumento médio de 8,73% para as tarifas da Cemig Distribuição. Os novos índices entrarão em vigor na próxima terça-feira para 8,4 milhões de unidades consumidoras em 774 municípios do Estado de Minas Gerais.

Os consumidores residenciais e de pequenos estabelecimentos comerciais (modalidade de baixa tensão) ficarão com as contas de luz mais caras em 7,89%.

Já a indústria e comércio de grande porte (alta tensão) contarão com a elevação de 10,71% na tarifa.

O cálculo de novas tarifas considera a variação de custos da prestação do serviço de distribuição, da compra de energia, do pagamento de encargos setoriais e de passivo ou desconto financeiro do ciclo tarifário anterior. De acordo com a Aneel, o atendimento dos consumidores mineiros, por meio do serviço de distribuição, rende à Cemig à receita anual R$ 15,3 bilhões.

(Com informações da Aneel)
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Sacapó 22 de Maio, 2019 | 08:46
Então: tudo tem acréscimo acima do previsto para a inflação.
No final, a inflação confirmada, fica em 4%. Nem média ponderada
aceita. É sempre o mesmo; puxar a sujeira para debaixo do tapete
e enganar o povo. Aí sai o reajuste dos salários, baseado na falsa
inflação.

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO