Repasse para Lidecel é aprovado na Câmara Municipal

A referida contribuição tem como objetivo cobrir as despesas com a realização dos campeonatos de futebol da cidade, na versão amador, no ano 2019, para as modalidades Júnior, sub-15 e Adulta

Divulgação


Com a aprovação unânime, Executivo está autorizado a contribuir com Liga Desportiva com R$ 90 mil

Durante reunião ordinária realizada na tarde de quarta-feira (15), no Plenário da Câmara Municipal de Coronel Fabriciano, foi aprovado por unanimidade o Projeto de Lei nº 3.004/2019, que dispõe sobre o repasse de contribuição à Liga Desportiva de Coronel Fabriciano (Lidecel).

Com isso, o Poder Executivo está autorizado a contribuir com Liga Desportiva da cidade com a importância de R$ 90.000,00 (noventa mil reais), em parcela única, segundo a Casa Legislativa.

A referida contribuição tem como objetivo cobrir as despesas com a realização dos campeonatos de futebol da cidade, na versão amador, no ano 2019, para as modalidades Júnior, sub-15 e Adulta.

Para o presidente do Legislativo, Adriano Martins, “a aprovação deste projeto é uma forma de amparar aqueles que participam da nossa competição local. Tudo com transparência, onde o beneficiado terá que prestar contas do dinheiro recebido”, pontuou o vereador. “Ressaltamos que a Lidecel deverá prestar contas relativas ao valor de que trata o Projeto de Lei, devendo constar recibos, notas fiscais e outros documentos que se fizerem necessários à comprovação dos gastos”.

Ainda conforme a Câmara Municipal, “para fins de recebimento da contribuição, deverá ser celebrado convênio constando as responsabilidades do município e da Liga Desportiva de Coronel Fabriciano. Ainda que as despesas decorrentes desta Lei correrão à conta da dotação orçamentária municipal”.

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO