Ingleses dominam finais da Champions e da Liga Europa pela primeira vez

Quem mais chegou perto da façanha alcançada pelos ingleses foram os espanhóis

Liverpool contra Tottenham e Arsenal versus Chelsea. Com as definições das finais da Liga dos Campeões e da Liga Europa, o velho continente assistirá um domínio sem precedentes dos times ingleses. Pela primeira vez na história, quatro clubes do mesmo país disputarão as finais das duas principais competições da UEFA.

A Inglaterra já foi responsável por colocar dois representantes em uma final das duas competições, porém em anos diferentes. Na primeira edição da Copa UEFA, antecessor da Liga Europa, em 1971/1972, Tottenham e Wolverhamton disputaram a decisão, vencida pelo clube de Londres.

Já em 2007/2008, Manchester United e Chelsea protagonizaram a final da Liga dos Campeões, vencida pelos Red Devils de Alex Ferguson e Cristiano Ronaldo nos pênaltis.

Quem mais chegou perto da façanha alcançada pelos ingleses foram os espanhóis. Em duas oportunidades nesta década, representantes do país ibérico ocuparam três das quatro vagas.

Em 2013/2014, enquanto Real e Atlético faziam o clássico de Madri na final da Champions, o Sevilla derrotava o Benfica na Liga Europa. Já em 2016/2017, na reedição do dérbi da capital, o Sevilla venceu mais uma vez a competição continental, desta vez batendo o Liverpool.

O bom desempenho dos ingleses ajuda o país na perseguição ao primeiro lugar no ranking de clubes por país desenvolvido pela UEFA, e que determina o número de vagas para competições europeias em cada liga nacional. No ranqueamento, a Inglaterra, que soma 83,891 pontos, fica atrás somente da Espanha, que tem 103,569.

(Gazeta Esportiva)
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

MAIS FOTOS

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO