De uma cooperativa para outra

Matusalém Sampaio sai da Consul para dedicar-se ao Sicoob Vale do Aço


Matusalém: ?Deixo a Consul com a certeza do dever cumprido...?
Na segunda-feira (22), Matusalém Dias Sampaio completou exatos 45 anos de serviços prestados à Usiminas, 28 deles presidindo a Consul. E com a sensação do dever cumprido, decidiu enfim aposentar-se na empresa, passando o comando da cooperativa a um novo presidente, Adilson Suda, e uma nova equipe eleita em assembleia.

Na manhã desta terça-feira (23), em entrevista ao Diário do Aço, Matusalém explicou que sua aposentadoria na Usiminas e a passagem de comando na Consul não significam ainda o que alguns chamam de ‘repouso do guerreiro’, ou que vá ‘pendurar as chuteiras’, como dizem os futebolistas.

"Tenho a consciência tranquila de ter cumprido a missão que me foi dada, desde a Usiminas, onde atuei no setor de segurança com um belo trabalho, incluindo muitos estudos para implantação de pagamento de insalubridade e
periculosidade, as jornadas de segurança e prevenção de acidentes que nos levaram a ganhar vários prêmios", disse.
Arquivo DA


O trabalho social realizado pela Consul é um dos orgulhos de Matusalém Hipermercado Consul:

Matusalém assumiu a presidência da Consul em 1991, por indicação do então presidente Rinaldo Campos Soares, logo
após a privatização da Usiminas, com a proposta de manter a cooperativa ativa e oferecendo benefícios aos associados, mas dentro de uma nova realidade. Desde então, as lojas foram remodeladas, e a Consul virou loja-âncora no Shopping Vale do Aço, fato inédito à época.

"O nosso grande salto, o chamado pulo do gato, foi abrir a Consul para a comunidade de todo o Vale do Aço. O consumidor da região, que não era empregado na Usiminas também queria fazer compras na Consul, e isso nos levou a
ser a maior cooperativa de consumo no varejo do estado de Minas Gerais e a quarta maior do Brasil", explicou.

No cooperativismo, muitas mãos trabalham em prol do bem comum

Planos futuros

Matusalém se desligou da Usiminas e da Consul, fechando uma jornada coroada de pleno êxito e sorvendo o sabor de um sucesso reconhecido por todos os extratos sociais, empresas e instituição do Vale do Aço, como o comprovam as inúmeras mensagens de incentivo e agradecimento recebidas ao longo dos últimos dias. Mas deixa claro que vai continuar prestando bons serviços à Ipatinga e à região.

"Ainda me sinto capaz, com vigor e disposição para trabalhar pela comunidade. Sou diretor de Coordenação do Sicoob Vale do Aço, que tem 16 agências bancárias na região, além de Belo Horizonte, Lagoa Santa, Vespasiano e Santa Luzia, e outra em fase de abertura em Santa Maria de Itabira. Agora terei mais tempo para o Sicoob e para cuidar de um empreendimento pessoal no Espírito Santo, do qual eu gosto muito", disse.

Hipermercado Consul: uma das lojas-âncora do Shopping Vale do Aço

História

Matusalém Dias Sampaio é natural de Arapongas, perto de Ervália e Viçosa, na Zona da Mata Mineira. Estudou Engenharia Mecânica no Minas Instituto de Tecnologia (MIT), em Governador Valadares, onde dirigiu um curso especializado em supletivo e vestibular. Veio para Ipatinga em 1974, quando foi trabalhar no setor de Segurança Industrial da Usiminas. É pós-graduado em Segurança Industrial pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC-MG) e Cidadão Honorário de Ipatinga.

Cooperativa

Matusalém avalia que repassa a Consul a uma nova diretoria em situação privilegiada, como o maior empreendimento
varejista do Vale do Aço, referência e balizadora de preços e qualidade.

As amplas e confortáveis lojas da Consul têm de tudo para o consumidor

A Consul gera emprego e renda, tem um quadro de colaboradores em torno de 700 empregados, é responsável por 60% do recolhimento de Imposto de Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) em Ipatinga, entre a rede varejista.
E mais: trabalha com fornecedores de confiança, coloca nas gôndolas produtos dentro do prazo de validade, segue todos os processos de segurança na manipulação e operação de produtos e as regras e princípios ambientais.

Ao fim da entrevista, Matusalém lembrou com orgulho as amizades que amealhou na Usiminas e, em especial, na Consul. "Muitos passaram pela Consul, embaladores, assistentes, caixas, repositores, carregadores, aprenderam
e evoluíram. Alguns se destacaram e assumiram cargos de chefia. Houve quem estudou e partiu para iniciativas de sucesso. Alguns se tornaram empresários. Na Consul eles tiveram plano médico e odontológico, vale-alimentação e vale-transporte, bolsa-estudo e outros benefícios. Mas seu maior ganho foi o aprendizado, o que lhes permitiu desbravar seus próprios caminhos", conclui Matusalém Dias Sampaio.


Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO