Ex-presidente do Peru morre após dar tiro na cabeça ao ser preso

Ele deu entrada no hospital às 6h45, com perfurações de entrada e saída de bala no crânio

O ex-presidente do Peru Alan García morreu hoje (17) durante cirurgia, depois de dar um tiro na cabeça ao receber ordem de prisão em sua casa, no bairro Miraflores, em Lima. Ele era acusado de corrupção em caso envolvendo a empresa brasileira Odebrecht. García foi levado com urgência ao Hospital Casimiro Ulloa, na capital peruana, mas não resistiu.

De acordo com informações médicas, o ex-presidente, 69 anos, teve três paradas cardíacas e foi reanimado. Ele deu entrada no hospital às 6h45, com perfurações de entrada e saída de bala no crânio.

O presidente do Peru, Martín Vizcarra, lamentou no Twitter a morte de Alan García. "Consternado com a morte do ex-presidente. Envio minhas condolências à família e pessoas queridas"

Congreso de la Republica


(Agência Brasil)
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Barrabas 18 de Abril, 2019 | 07:46
So em ipatinga alguns exprefeitos e exveriadores ja teriam suicidados mas como aqui as leis a daquele geitinho rapinho eles voltam pra politica ou veses colocam filhos esposas etc como candidatos.
Gildázio Garcia Vitor 17 de Abril, 2019 | 16:27
Se essa moda pegar no Brasil e em Ipatinga, não teremos condições de votar nas próximas eleições para vereadores e prefeito e, posteriormente, para governadores, deputados, senadores e presidente.
Jaime 17 de Abril, 2019 | 14:49
Aqui muitos politicos mesmo sendo envistigado continua roubando porque sabe que aqui e mamao com acucar .
Joanas 17 de Abril, 2019 | 14:22
As leis no peru deve ser bem melhor que a nossa porque aqui os corruptos nao suicidam pelo contrario parece ser bem feliz com muito dinheiro no bolso.

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO