Foragidos de presídio de São Joaquim de Bicas são procurados

Entre os quatro fugitivos estão traficantes considerados perigosos, avisa a polícia


Presídio de São Joaquim de Bicas, na Região Metropolitana de Belo Horizonte teve fuga de presos na madrugada de segunda-feira (15)

Quatro criminosos fugiram do presídio de São Joaquim de Bicas, na madrugada desta segunda-feira (15) e a situação deixou moradores preocupados.

Os fugitivos foram identificados como Daniel Rubil dos Santos de Oliveira, 21, Felipe Lopes de Campos, 34, Pablo Junio de Laia Pereira, 25, é Wanderson Antônio Martins, 36. Um dos fugitivos, Pablo é apontado como um dos chefes do tráfico de drogas no Aglomerado da Serra, na capital mineira.

As circunstâncias da fuga ainda não foram esclarecidas, mas de acordo com a Secretaria de Estado de Administração Prisional (Seap), eles escaparam "por uma transposição de barreira".

Já o registro da Polícia Militar informa que os detentos serraram as grades das celas, escalaram uma barreira de aço que dá acesso à laje e pularam uma cerca de arames com a ajuda de uma "tereza", corda feita com lençóis trançados manualmente.

Foi informado também que um Procedimento Administrativo será aberto para averiguar responsabilidades internas pelo ocorrido.

Superlotação

Um relatório da Comissão de Assuntos Carcerários da Ordem dos Advogados do Brasil – Sessão Minas Gerais (OAB-MG) concluído em dezembro de 2018 mostra que Bicas I abriga hoje 2,4 mil detentos e tem um número de agentes insuficiente para atender a demanda. A unidade tem capacidade para receber 800 presos.


As circunstâncias da fuga ainda não foram esclarecidas, mas de acordo com a Secretaria de Estado de Administração Prisional (Seap), eles escaparam
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO