Sobrinho e mais dois jovens matam homem no Naque

Vítima foi morta com várias facadas e pauladas na zona rural na noite deste sábado

Wellington Fred


A vítima foi assassinada junto desta porteira, onde morava

Três pessoas foram presas pelo violento assassinato do lavrador Adelcio Alves dos Reis, de 53 anos, crime ocorrido na noite de sábado (13) e descoberto na manhã de domingo (14) no povoado Córrego do Quatorze, localidade distante cerca de dez quilômetros da sede de Naque. Entre os presos está um sobrinho da vítima que confessou o crime ao Diário do Aço.

Adelcio foi visto com vida pela última vez por volta das 20h do sábado, quando esteve em um bar e comprou um refrigerante e drops de bala. Em seguida, a vítima se dirigiu para casa. Ele foi encontrado por volta de 6h da manhã de domingo, já sem vida, por um amigo, que havia marcado com a vítima um passeio a cavalo.

O corpo de Adelcio estava caído próximo da porteira da residência onde morava e apresentava diversos ferimentos. O amigo da vítima acionou a Polícia Militar e a área foi cercada para o trabalho do perito criminal Matheus Sena.

O perito constatou perfurações de faca e ainda marcas de agressão provocada com um pedaço de madeira, encontrado nas proximidades, com marcas de sangue. O cadáver foi removido pela Funerária Vale do Aço para o Instituto Médico-Legal (IML) de Ipatinga.

Apuração

No local do crime, policiais receberam informações segundo as quais Adelcio teve um desentendimento, meses atrás, com o sobrinho, T.B.R.F., de 21 anos, e um adolescente de 16 anos. A suspeita que eles poderiam ter algum envolvimento no crime levou os policiais militares de Naque, com o apoio das equipes da Açucena e de Perpétuo Socorro, de Belo Oriente, a realizarem buscas para localizar os suspeitos.

A faca usada no homicídio estava na casa do adolescente envolvido

Eles foram encontrados pelos PMs e, diante das circunstâncias, confessaram a autoria no crime. Uma terceira pessoa teve participação no assassinato, A.R.S., de 18 anos, que foi encontrado no Córrego do 14 e também foi preso pelos policiais militares.

Tocaia para matar a vítima

Os três contaram para os policiais militares como foi o crime. T.B. disse que todos bebiam em um bar e viram a vítima passando pela rua. Neste momento, eles decidiram assassinar Adelcio e foram até a casa dele, onde ficaram na tocaia aguardando a volta do alvo deles.

Assim que Adelcio parou na porteira e procurava as chaves para abrir o cadeado, T.B., com uma faca, desferiu um golpe no abdômen do tio. Com a queda dele, outros golpes foram desferidos com a faca. Os assassinos confessos desferiram várias pancadas com um pedaço de madeira (mourão de cerca). O adolescente também desferiu facadas na vítima em seguida.

A faca usada no homicídio foi encontrada na casa do adolescente e apreendida pela PM. Ela já estava lavada e guardada na gaveta de talheres da residência. O trio revelou que as roupas que usava se sujaram de sangue da vítima, e elas foram queimadas para tentar encobrir o crime.

Com a confissão, os três foram presos em flagrante e conduzidos para o plantão da 1ª Delegacia Regional de Ipatinga junto com o material recolhido. “Ele ficava conversando demais, falando que eu usava drogas. Eu tenho um pouco de arrependimento, mas agora é tarde”, disse o sobrinho da vítima ao Diário do Aço.

MAIS FOTOS

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO