Campeão do Pescando no Parque fisgou Tambaqui de 15,5 quilos

Estimativa do governo municipal é que duas mil pessoas passaram pelo Parque Ipanema, em tradicional evento que integra comemorações do aniversário de Ipatinga


Com atualização às 13h35 de 15/4
A edição 2019 do ‘Pescando no Parque’, evento especial em comemoração ao 55º aniversário de Ipatinga, quebrou recordes. Mais de duas mil pessoas se reuniram na manhã de domingo (14), no entorno da lagoa do Parque Ipanema, para participar da competição aberta a toda a comunidade.

E o resultado da pesca superou as expectativas. O primeiro colocado fisgou um Tambaqui com 15 quilos e 500 gramas. Nas três últimas edições, os primeiros lugares haviam pescado peixes de 13,1 quilos, 11,7 quilos e 8,5 quilos.

O certame começou às 7h e, apenas uma hora depois, os maiores peixes pescados já eram apresentados aos organizadores, representantes da Secretaria Municipal de Cultura, Esportes e Lazer, da Associação dos Pescadores Amigos do Rio Doce e seus Afluentes (Aspard) e da Associação Regional de Proteção Ambiental do Vale do Aço (Arpava). Ao meio-dia, o prefeito Nardyello Rocha, depois de cumprimentar os participantes, percorrendo toda extensão da lagoa, realizou a cerimônia de premiação.

Estima-se que mais de 60 quilos de peixes, entre Tambaquis, Pacus e Tilápias, tenham sido retirados das águas durante a pescaria coletiva, que se estendeu até às 17h.

Após pescar o peixe mais pesado do evento, com 15,5 quilos, José Roberto, pescador desde os cinco anos de idade, atribuiu seu bom desempenho à vistoria que fez na lagoa um dia antes do evento, procurando investigar o ponto de maior concentração de peixes.

“Neste sábado (13), vim reconhecer o local onde eu ficaria para pescar. Percebi que próximo à ponte há uma maior quantidade de peixes e foi por ali que me assentei. Pouco tempo depois do início do evento, um Tambaqui de 15,5 quilos mordeu minha isca. Aí conta o tempo de experiência pra cansar o peixe e conseguir tirá-lo da água, porque pescar com vara simples é bem mais desafiador”, detalhou.

Ainda segundo ele, “mais importante que conseguir pescar o maior peixe do evento é a gente desenvolver a consciência de que precisamos preservar o meio ambiente”. O vencedor realizou uma pesca desportiva, decidindo devolver à lagoa o maior Tambaqui pescado. Como premiação, José Roberto ganhou um conjunto de vara com três molinetes especiais, além de uma lanterna e troféu.

Em segundo lugar ficaram os jovens Juliard Álvaro, José Felipe e Ivanildo de Jesus, do bairro Caravelas. Eles conquistaram uma barraca por trabalharem em conjunto para fisgar e retirar da água um peixe de 11,2 quilos. Na terceira posição ficou Brendon Washington, do bairro Planalto, que levou pra casa um peixe de 1,5 quilos e uma caixa térmica, como premiação.

No critério Maior Quantidade de Peixe Pescado, Rodrigo Alves, de Coronel Fabriciano, levou a melhor, fisgando aproximadamente 30 peixes, entre Tilápias e Tambaquis, de tamanho pequeno e médio, num total de 9 quilos.

Recém-chegada de Belo Horizonte a Ipatinga, Janice Lorena participou pela primeira vez do ‘Pescando no Parque’ ao lado do marido Wallace Costa e dos filhos Caio e César de Souza. “Achei muito organizado e interessante a Prefeitura conseguir reunir tantas pessoas num evento que nem demandou inscrição. Meu marido veio pescar e até agora não fisgou nada, mas mesmo que a gente não consiga peixe nenhum, visitar esse cartão postal de Ipatinga num domingo de festa com a família é ganhar um dia de descanso”, comemorou.


Pescando no Parque é realizado há duas décadas em Ipatinga



Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

MAIS FOTOS

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO