Ipatinga terá quatro atacantes para tentar vencer o Uberlândia em casa

O técnico Gérson Evaristo está montando uma formação com quatro atacantes, o que foi treinado na tarde desta quinta-feira à tarde no Ipatingão

Wôlmer Ezequiel


O atacante Érick, que marcou dois dos quatro gols do Tigre no Módulo B, começará como titular contra o Uberlândia

Em seu último jogo dentro do Ipatingão nesta temporada, que poderá lhe valer a permanência no Módulo B, ou o descenso à Terceira Divisão, o Ipatinga será “todo ataque” neste sábado, 16h, contra o Uberlândia, pela 10ª rodada da fase de classificação. Com o pior ataque dentre os onze participantes e com os mesmos 8 pontos de América-TO e Democrata-SL, não há outra alternativa senão se lançar à frente para buscar o segundo triunfo no campeonato e ficar bem próximo de evitar a queda à Terceirona.

Para cumprir este objetivo, o técnico Gérson Evaristo está montando uma formação com quatro atacantes, o que foi treinado na tarde desta quinta-feira à tarde no Ipatingão. Na atividade coletiva, ele escalou Andrey, Laércio, Érick e Levi como o quarteto ofensivo. Marcelo, outra opção e que vem sendo titular ao longo dos últimos jogos, não treinou, acusando um problema no pé. Já o veterano Fabinho ganhou condições de jogo depois que a diretoria conseguiu o efeito suspensivo dos quatro jogos de “gancho” que levou pela expulsão diante do Athletic – já cumpriu dois. Fabinho, porém, não treinou em função de um problema muscular, mas deverá ir a campo na atividade desta sexta-feira à tarde, no centro de treinamentos do clube, e ficar como mais uma opção para o técnico Gérson Evaristo.
Nas demais posições, estão mantidos os mesmos que atuaram nas duas últimas partidas. Sendo assim, o Ipatinga pode ir a campo contra o Uberlândia com: Élisson, Breno, Noé, Gustavo e Luan; Diego, Tiago Etges; Andrey, Laércio (Marcelo), Érick e Levi (Marcelo).

Confiança

Embora tenha criticado a inoperância do ataque da equipe na derrota para o lanterna Democrata-SL, o técnico ipatinguense demonstra otimismo para o jogo contra o Uberlândia. Para ele, o caráter decisivo, o peso do adversário (um dos classificados à semifinal e candidato a subir de divisão) e o ritmo dos treinamentos da semana remetem a esta confiança num bom desempenho e a vitória. O problema detectado é a falta de definição das jogadas. Em sete Lagoas, por exemplo, o Tigre teve mais de 70% de posse de bola e concluiu poucas vezes com perigo à meta adversária.

A escalação de Érick, único centroavante especialista no elenco, se justifica, mesmo sentindo dores no tornozelo. Os velocistas Andrey, Levi, Laércio e Marcelo, assim como Fabinho, terão, a seu tempo em campo, a responsabilidade de abrir a defesa adversária.

Torcida visitante

Segundo colocado nesta fase e já classificado à semifinal, o Uberlândia virá a Ipatinga com o entusiasmo de todas as rodadas. O time vem de uma goleada sobre o Democrata, em Governador Valadares, por 4 a 1, e de uma vitória, em casa, de 3 a 1 sobre o Athletic no último fim de semana. O técnico Ademir Fonseca, que sofreu um infarto há algumas semanas, recuperou-se, mas não virá a Ipatinga, seguindo a equipe comandada pelo interino Winnícius Marquezine. O time terá cinco desfalques: o goleiro Diego, os zagueiros Adriano e Tayron e o artilheiro do Módulo 2, Jhulliam, receberam o terceiro cartão amarelo e estão fora. O atacante Aslen foi expulso na partida contra Athetic e também não joga.

A torcida do “Periquito” não perde a confiança na equipe e já mandou notícia de que estará presente nas arquibancadas do Ipatingão. Um ônibus especial sairá do Triângulo Mineiro na noite desta sexta-feira com cerca de 45 torcedores, numa viagem não inferior a treze horas. Assim foi em Governador Valadares onde, aliás, eles chegaram atrasados, já no segundo tempo do duelo contra o Democrata-GV.

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO