Tubos com exame de sangue são abandonados na BR-381

Como os tubos tinham a identificação, os policiais entraram em contato com algumas das pessoas; exames foram feitos em diversos laboratórios

Divulgação PRF


Ampolas com sangue foram recolhidas pela PRF, jogadas no asfalto

O Serviço de Vigilância Sanitária apura um episódio atípico, registrado em um trecho da BR-381, em Belo Horizonte. Cerca de 500 tubos com amostras de sangue colhidas em laboratórios foram encontrados abandonados no acostamento da rodovia, dentro de sacolas.

O material teria sido entregue a uma empresa de descarte de lixo hospitalar, que poderá ser responsabilizada pelo abandono do material, com risco biológico, em local impróprio.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou que alguns dos tubos estavam em sacos plásticos e outros espalhados no asfalto. Alguns chegaram a estourar no chão.

Como os tubos tinham a identificação, os policiais entraram em contato com algumas das pessoas, e informaram que os exames foram feitos recentemente em laboratórios da capital mineira.

Os tubos não eram de um único laboratório e a conclusão da PRF é que o descarte irregular seria de responsabilidade de uma empresa de descarte de lixo hospitalar.

Procurada, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) informou por meio de nota que a entidade de Vigilância Sanitária do município é responsável pelos levantamentos neste tipo de caso.

Entretanto, a nota lembrava que, independentemente do fato de uma empresa terceirizada fazer o descarte para os laboratórios, "o gerador de resíduos é responsável por ele, da geração à disposição final".

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO